Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nota de pesar

Ajufe lamenta morte do ministro do STJ Franciulli Netto

A Ajufe — Associação dos Juízes Federais do Brasil manifestou, nesta terça-feira (22/11), pesar pela morte do ministro do Superior Tribunal de Justiça Domingos Franciulli Netto. Ele morreu nesta segunda-feira (21/11), vítima de câncer, e foi enterrado nesta terça em São Paulo.

Em nota divulgada à imprensa, a associação afirmou ter orgulho de ter o ministro entre seus associados desde 1999. “Independente, ético, combativo, são características unanimemente associadas ao ministro, que corajosa e integralmente assumiu — e cumpriu — a delicada missão de julgar em 38 anos de dedicação exclusiva à magistratura”, afirma a nota.

“O ministro Franciulli é um exemplo de juiz, de quem todos sempre vamos nos orgulhar”, observou o presidente da Ajufe, Jorge Maurique. “Sua morte é prematura e com ele concordamos: ministro, o senhor realmente estava muito novo para se aposentar. Nós, magistrados, ainda tínhamos muito a aprender com sua experiência”, lamentou. A associação também expressou condolências à família de Franciulli.

Revista Consultor Jurídico, 22 de novembro de 2005, 20h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.