Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Réus do futebol

Promotor pede inquérito por estelionato no futebol paulista

Por 

A Polícia Civil de São Paulo terá de investigar se houve manipulação de resultados no Campeonato Paulista de Futebol deste ano. O promotor Paulo Sérgio de Castilho, da 2ª Promotoria Criminal de São Paulo, enviou um ofício ao delegado Dejar Gomes Neto em que pede a instauração de inquérito criminal sobre o caso.

O árbitro de futebol Edílson Pereira de Carvalho afirmou, em entrevista a um programa esportivo de televisão, que resultados de jogos das séries A e B foram manipulados a pedido de dirigentes da Federação Paulista de Futebol. “Precisamos apurar a veracidade destas informações”, afirmou o promotor, que solicitou a instauração de inquérito por estelionato e crime contra a economia popular.

Edílson chegou a ficar preso em razão da acusação de participar de em um esquema de manipulação de resultados das partidas em que atuava para beneficiar jogadores em bolsas de apostas ilegais feitas pela internet. O esquema teria sido usado durante o Campeonato Brasileiro deste ano.

Castilho pede a degravação das fitas com as afirmações, e as oitivas do presidente da Federação Paulista de Futebol, da Comissão de Arbitragem, dos presidentes de todos os clubes que participaram da competição e do procurador do Tribunal de Justiça Desportiva. Pede ainda a relação de jogos e árbitros do torneio, para que todos sejam ouvidos. As oitivas devem ser realizadas com a presença de um representante do Ministério Público de São Paulo.

Leonardo Fuhrmann é repórter da revista Consutor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 10 de novembro de 2005, 20h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.