Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Xerife fora da lei

Supremo mantém decreto de prisão para delegado foragido

A defesa do delegado Altair Veríssimo da Silveira não conseguiu obter a suspensão da prisão preventiva. Silveira, que é acusado de tentativa de homicídio qualificado e peculato, está foragido.

A 1ª Turma do Supremo Tribunal federal negou pedido de Habeas Corpus para o delegado. Segundo a denúncia, ele tentou assassinar comparsa de atividades criminosas sob medo de delação.

No pedido de HC, a defesa de Silveira informou que ele está foragido porque se recusa a ser submetido ao cárcere, que considera ilegal e sem fundamentação.

O relator no STF, ministro Carlos Ayres Britto, informou que o delegado voltou a atentar contra a vida da vítima. A reiteração do acusado em práticas delitivas, portanto, justifica a manutenção do decreto de prisão preventiva.

HC 85.248

Revista Consultor Jurídico, 9 de novembro de 2005, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.