Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

CPI do Futebol

Ex-funcionário da CBF é condenado por tentar subornar senador

O ex-funcionário da CBF em Santa Catarina, João Guilherme dos Santos Almeida, foi condenado a três anos de reclusão por oferecer propina ao então senador Geraldo Althoff, relator da CPI do Futebol no Senado. A decisão é do juiz substituto Alexsander Fernandes Mendes, da Vara Federal de Tubarão (SC).

Almeida teria oferecido vantagens ao senador com o intuito de tirar do relatório final da CPI denúncias contra pessoas vinculadas à Confederação Brasileira de Futebol.

A pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade e multa de 120 salários mínimos. À época, João Guilherme era funcionário da CBF e foi denunciado junto com Altair Acorde por corrupção ativa. O processo contra Altair está suspendo.

O juiz entendeu que há provas suficientes para fundamentar a condenação. Para ele, os “depoimentos foram claros, coerentes e retratam de forma detalhada a prática de crime de corrupção ativa”. Almeida pode recorrer ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Processo 2001.72.07.003024-7


Revista Consultor Jurídico, 9 de novembro de 2005, 19h21

Comentários de leitores

1 comentário

O João Guilherme dos Santos Almeida quis corrom...

Luís da Velosa (Advogado Autônomo)

O João Guilherme dos Santos Almeida quis corromper o homem errado. O senador Geraldo Althoff sempre foi um dos senadores mais respeitáveis.Ainda bem que o temos. Cadeia no João. Ele merece.

Comentários encerrados em 17/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.