Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Escuta federal

Advogado paranaense é preso por grampear telefone de juiz

O advogado Roberto Bertholdo foi preso nesta sexta-feira (4/11), pela Polícia Federal, em Curitiba. Bertholdo foi denunciado pelo Ministério Público por ter grampeado os telefones do juiz federal Sérgio Fernando Moro entre dezembro de 2003 a maio de 2004.

A prisão preventiva do advogado, que é ex-assessor do deputado federal José Borba (PMDB-PR), foi decretada pelo 2ª Vara Criminal de Curitiba.

Além das escutas ilegais, Bertholdo também foi denunciado por tráfico de influência e lavagem de dinheiro. As investigações sobre outros eventuais crimes prosseguem em trabalho conjunto da força-tarefa da Procuradoria da República no Paraná e da Polícia Federal.

Revista Consultor Jurídico, 4 de novembro de 2005, 21h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.