Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Playboy

Justiça mantém preso suspeito de tráfico de drogas

Está confirmada a prisão de Dimitrius Papagiorgio, suspeito de tráfico de cocaína e detido na Operação Playboy, da Polícia Federal. O desembargador federal Paulo Afonso Brum Vaz, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, negou Habeas Corpus ao acusado. Ele é investigado por participar de uma quadrilha envolvida com tráfico internacional de entorpecentes para países como Holanda e Indonésia.

Papagiorgio foi preso em fevereiro deste ano, depois de ser delatado pelo co-réu Luis Alberto Faria Cafiero — flagrado com 7,3 quilos de cocaína, quando tentava embarcar num vôo com destino a Johanesburgo, na África do Sul. A informação é do TRF-4.

Cafiero contou que, para fazer o transporte da mercadoria de Papagiorgio, recebeu as passagens e as orientações de como proceder quando chegasse ao destino. As investigações apontam ainda que o réu era o responsável pelo transporte da droga e que já tinha enviado quantias elevadas para o exterior.

Papagiorgi o e outros suspeitos estão sendo julgados pela Vara Federal Criminal de Florianópolis. A defesa entrou com pedido de Habeas Corpus, alegando que a prisão do réu é arbitrária, que ele possui bons antecedentes e emprego fixo. Vaz analisou o recurso e decidiu pela manutenção da medida preventiva. Para Brum Vaz, a prisão é necessária para garantir que o réu não influencie as testemunhas, prejudicando a investigação.

HC 2005.04.01.020772-5/SC

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2005, 11h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.