Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso encerrado

Justiça italiana absolve acusados da morte de Ayrton Senna

O Tribunal de Apelação de Bolonha, na Itália, absolveu nesta sexta-feira (27/5) os acusados de homicídio culposo pela morte do piloto brasileiro Ayrton Senna. O brasileiro morreu durante o GP de San Marino, dia 1º de maio de 1994, em Ímola.

Adrian Newey, que na época era o projetista da Williams, foi considerado inocente e Patrick Head, diretor-técnico da equipe, não será mais processado, pois o caso prescreveu.

Os dois já tinham sido absolvidos em 1997. O caso foi reaberto em 1999, pois a Justiça Italiana buscava saber se Patrick Head e Adrian Newey foram culpados pela quebra da coluna de direção do carro da Williams — que se rompeu e acabou causando o acidente fatal de Senna. A informação é do portal do Estadão.

No começo do mês, o promotor Rinaldo Rosini, encarregado do caso, já tinha desistido da ação. Ele próprio pediu o encerramento do processo, justamente por ter prescrito.

Revista Consultor Jurídico, 27 de maio de 2005, 18h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.