Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morte em serviço

Entidade repudia assassinato de promotor em Pernambuco

A ANPR -- Associação Nacional dos Procuradores da República divulgou nota em solidariedade aos familiares e colegas do promotor de Justiça de Pernambuco Rossini Alves Couto, assassinado no dia 10 de maio. Couto foi morto com três tiros enquanto almoçava no restaurante “Bar Tropical”, no município de Cupira. Ele foi levado ao Hospital Municipal José Veríssimo, mas não resistiu e morreu.

Para a entidade, o episódio evidencia “a violência a que podem estar submetidos os membros do Ministério Público, no exercício de suas funções institucionais”. Pede que o fato seja “rigorosamente” investigado e os mandantes e executores do crime punidos.

Couto ingressou no MP de Pernambuco em 1992 e atuava nos municípios de Panelas (como titular) e em Lagoa dos Gatos (em exercício cumulativo). Em abril, o procurador-geral de Justiça Francisco Sales de Albuquerque recebeu abaixo-assinado da população pedindo a permanência do promotor em Lagoa dos Gatos pela “objetividade, imparcialidade e zelo com os quais atuava” sem fazer . "distinção de raça, cor, religião e principalmente de partido político ".

Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2005, 20h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.