Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vândalos na mira

Deputado propõe CPI para investigar torcidas organizadas

O deputado federal Lincoln Portela (PL-MG) quer investigar as torcidas organizadas. Ele propôs a criação de uma CPI na Câmara dos Deputados para apurar atos de violência e mortes em estádios e imediações, bem como tráfico de drogas e armas por integrantes das torcidas.

Para o deputado Portela, o Estatuto de Defesa do Torcedor, a lei de financiamentos públicos para o esporte e a política de segurança nos estádios só serão efetivos se os fatos que envolvem as torcidas organizadas forem apurados.

A proposta será analisada pela Comissão de Turismo e Desporto e o pedido de instalação da CPI é subscrito por outros 181 deputados. Se instalada, o trabalho da CPI será de quatro meses, prorrogável por mais dois. As informações são da Agência Câmara.

O deputado cita como exemplo de ações criminosas alguns episódios famosos, entre eles o que vitimou um torcedor palmeirense em 1995, na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A briga generalizada no fim do jogo entre São Paulo e Palmeiras deixou também 101 feridos.

As torcidas Independente, do São Paulo, e Mancha Verde, do Palmeiras, acabaram extintas por provocarem confusões nos estádios, mas foram reorganizadas com outros nomes.

Na Comissão de Turismo e Desporto, o pedido de CPI aguarda parecer do relator, deputado federal Silvio Torres (PSDB-SP). Depois, a proposta segue para análise das comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada pelo plenário.

Revista Consultor Jurídico, 15 de maio de 2005, 16h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.