Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Atentado ao pudor

MP denuncia militar por pedofilia em Minas Gerais

Duas pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público por pedofilia em Minas Gerais. De acordo com investigações, o militar Odier Batista Soares e Luciene Vieira de Souza cometeram abuso sexual contra 14 crianças e adolescentes do município de Arinos. Eles são acusados de estupro, atentado violento ao pudor e crimes de submissão de crianças e adolescentes à prostituição ou exploração sexual.

Uma operação de busca e apreensão descobriu 344 fotos de crianças e adolescentes, fitas de vídeo, um revólver e um rifle em posse dos cusados. De acordo com o promotor de Justiça Athaíde Francisco Peres Oliveira, o militar é o principal envolvido nos fatos e pode ser condenado a penas que variam de 109 a 230 anos de reclusão.

Segundo a denúncia, Lucilene, que ajudava a produzir as fotos, confessou ter aliciado as vítimas. Um adolescente de 13 anos declarou ter sido molestado pelos acusados desde os dez anos de idade.

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2005, 20h46

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.