Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ninguém passa

Exame de Ordem reprova mais de 90% no Paraná

De cada 10 candidatos que fizeram o Exame de Ordem no Paraná, 9 fracassaram. O índice de reprovação na primeira fase do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil do Paraná chegou a 91%. Em Cascavel, o percentual foi ainda mais alto: 97% dos candidatos não obtiveram êxito nas provas. Em Ponta Grossa, a marca atingiu os 93%. As informações são da OAB-PR.

Para o coordenador de Exame de Ordem da OAB de Cascavel, Luiz Robert Vile, o "pífio" resultado deve-se à falta de preparo dos candidatos. O índice de reprovação é um dos mais altos da história. No último exame (feito em dezembro do ano passado), o Paraná registrou 21% de aprovação no exame.

Em Cascavel, dos 470 inscritos, apenas 11 foram aprovados no Exame de Ordem, uma aprovação final de 3%. Em Ponta Grossa, dos 170 bacharéis que prestaram as provas, apenas 12 tiveram êxito, o que corresponde a um índice de aprovação de meros 7%. No exame de 2004, a seccional aprovou 20% dos candidatos.

O Exame de Ordem é dividido em duas etapas. Na primeira, são aplicadas 80 questões sobre Direito Civil, Penal e Trabalhista. O candidato deve acertar 50% delas para passar à próxima etapa. Na segunda etapa, o bacharel deve apresentar, em quatro horas, uma peça processual.

A Comissão da OAB do Paraná anunciou que irá agendar uma reunião com representantes das faculdades de Direito do estado para debater os baixos resultados.

Revista Consultor Jurídico, 4 de maio de 2005, 17h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.