Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eterno retorno

Policiais federais acham que Valério se prepara para fugir

Por 

A percepção de boa parte dos membros da Polícia Federal é a de que o publicitário Marcos Valério, acusado de distribuir o mensalão no governo Lula, está preparando uma fuga cinematográfica – a exemplo do ex-tesoureiro de campanha do ex-presidente Fernando Collor de Melo, Paulo César Farias. Depois de decretada a sua prisão preventiva, em 1993, PC fugiu do Brasil via Paraguai, foi para Londres e depois Tailândia, onde a Interpol o capturou.

A avaliação é de Francisco Carlos Garisto, presidente da Fenapef – Federação Nacional dos Policiais Federais. Garisto, que trabalhou no caso PC, coletou na última semana opiniões de federais que trabalharam no mesmo caso e agora estão às voltas com a investigação de Valério.

Confira as conexões e peculiaridades entre os dois casos levantadas por Garisto:

“O escândalo foi iniciado. Depois veio verba de campanha e, em seguida, envolvimento do tesoureiro da campanha, tanto no caso PC como no caso Valério. São dois carecas operadores, PC Farias e Marcos Valério. Temos a listagem dos bancos e depois uma CPI com pessoas do governo no comando, mas que no final têm de fazer o que tem de ser feito se não são atropelados pela opinião pública.

Depois começam a aparecer as ex-mulheres e secretárias. Em seguida a figura das mulheres do operador, no caso do PC Farias a dona Elma, que ameaçou falar tudo que sabia e depois acabou morrendo. Agora, aparece a mulher do Valério e faz de tudo para que ela não vá depôr. Está faltando o motorista (como no caso PC), mas já temos o motoboy. No caso PC tivemos a operação Uruguai e agora já apareceu a operação que foi batizada de Operação Paraguai.

O PC começou a ameaçar que iria entregar todo o esquema e o Marcos Valério faz o mesmo agora. O PC fugiu e agora o Marcos Valério está certamente se preparando para fugir. Ele já recolheu dinheiro suficiente dos bancos, já está abastecido de dinheiro e uma de suas retiradas já foi interceptada pelo próprio Banco Central. É bom lembrar que o PC Farias, na época, também fez queima de documentos. Temos, também, dois vice-presidentes mineiros, calados. Na antiga CPI o Itamar ficava quietinho também, como está o José Alencar. E a diferença entra a reação de Collor e a de Lula é apenas uma questão de idioma: o Collor falou duela a quem duela e o Lula falou doa a quem doder”.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2005, 20h29

Comentários de leitores

9 comentários

Querem prender o Valério justo agora que ele va...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Querem prender o Valério justo agora que ele vai abrir o bico? Chega de achar que o povo é idiota!

Federais acham que Valério vai fugir. Está expl...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Federais acham que Valério vai fugir. Está explicado porque os federais recebem vencimentos seis vezes superiores aos policiais militares e quase tres vezes dos policiais civis. O caso é fazer curso de adivinhação para aumentar o salário (entenderam senhores PMs e civis?).

O fato interessante vem ocorrendo nos últimos d...

Claudio Silva Duarte (Advogado Autônomo - Civil)

O fato interessante vem ocorrendo nos últimos dias e que vem me chamando a atenção. Por que até agora não fizeram busca e apreensão no Diretório Nacional do PT. Lembro também que notas fiscais do Sr Marcos Valério foram queimada. Por quê? O que tentavam esconder? Esse fato por si só não justifica um pedido de prisão preventiva? Eles estão eliminando provas. E a conveniência da instrução criminal.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/08/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.