Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Apoio internacional

Entidade lança campanha em apoio a repórter da ConJur

A organização IFEX — International Freedom of Expression Exchange, entidade baseada no Canadá que congrega mais de 60 organizações pelo direito da livre expressão, lançou campanha em favor do repórter especial da revista Consultor Jurídico Claudio Júlio Tognolli. O jornalista é acusado, junto com o procurador Luiz Francisco de Souza, de calúnia e difamação pelo senador Jorge Bornhausen por uma notícia publicada na ConJur, em 2003. A denúncia foi aceita no último dia 15 pelo Superior Tribunal de Justiça.

O site da entidade sugere aos leitores que enviem mensagem ao STJ condenando a decisão de acatar a ação e lista os telefones e e-mails do presidente do tribunal, Edson Vidigal, e do procurador-geral da República, Antonio Fernando Barros e Silva de Souza.

A ação foi motivada pela publicação da notícia intitulada “O olho do furacão — MP acusa Bonrhausen de lavar US$ 5 bilhões”. O texto reproduz afirmação de Luiz Francisco, segundo a qual o senador teria lavado o montante em esquema que envolveria traficantes, doleiros e sobras de campanha. A denúncia contra Luiz Francisco foi recebida por unanimidade. Quatro ministros não receberam a denúncia em relação ao jornalista.

A IFEX foi criada em 1992 para combater as violações à liberdade de expressão. Custeada por organizações como a Unesco — Organização das Nações Unidas para a educação, é formada por organizações “cujos membros se negam a ceder à pressão dos que insistem em censurar, brutalizar e acabar com a liberdade de expressão”.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2005, 10h08

Comentários de leitores

1 comentário

Consigno o meu apoio ao reporter do CONJUR, o s...

Carlos Alberto (Outro)

Consigno o meu apoio ao reporter do CONJUR, o senador Jorge Bornhausen deveria ser mais cônscio com seu trabalho, pois o senado vem passando ao largo das denúncias que se avolumam contra o atual governo, envolvendo inúmeras autoridades públicas, mas, dá para entender, pois é o caso de se colocar a raposa para tomar conta do galinheiro, o atual Estado brasileiro está sendo gerido por pessoas que mesmo de convicções partidárias diferentes se reúnem contra a vítima de sempre, que é o cidadão brasileiro: honesto, trabalhador (quando tem emprego), pagador de imposto (sempre), desiludido (com a política nacional), revoltado (com tantos estelionatos) etc.A imprensa vem fazendo um valoroso trabalho em escancarar aos eleitores os motivos pelos quais nunca temos dinheiro para: acabar com a fome, com a probreza, reaparelhar as forças armadas e policiais, dar dignidade e emprego à população, oferecer melhores transportes, melhor atendimento na rede pública de saúde etc. etc. etc. Um político corrupto é mais danoso que um ladrão comum, este só consegue roubar um cidadão de cada vez, aquele rouba milhares cidadãos de um vez só, causando um mal muito maior à sociedade. Acredito estarmos vivenciando um momento histórico, pois já é hora de darmos um basta a estes verdadeiros larápios da nação, o Brasil não é isto não, o Brasil é muito melhor, tem condições e deve ser muito melhor, só depende de nós.

Comentários encerrados em 16/07/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.