Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Protesto aceito

OAB vai acompanhar busca de documentos em escritórios

A OAB vai acompanhar, a partir de agora, a busca de documentos em escritórios de advocacia. A decisão é do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Ele determinou que a Polícia Federal chame representantes da entidade nas operações de busca em escritórios.

Márcio Thomaz Bastos pediu ao diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, que o órgão elabore essa documentação, que terá validade em ações feitas em todo o país. A informação é da Agência Globo.

A decisão do ministro decorre de protestos do presidente nacional da OAB, Roberto Busato, que classificou como exagerada a ação da PF em determinados casos. Para Busato, os policiais, ao invadirem escritórios para recolher documentos, computadores e arquivos, promovem “verdadeiros shows”. Paulo Lacerda nega que haja exageros.

“Queremos uma convivência tranqüila com a OAB”, disse o diretor-geral da Polícia Federal. Para não prejudicar as investigações, os advogados só serão chamados a momentos antes de os agentes da PF seguirem para o local onde será feita a operação.

Revista Consultor Jurídico, 29 de abril de 2005, 13h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.