Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eldorado dos Carajás

MST pede federalização de crime em Eldorado de Carajás

Uma comitiva de cinco representantes do MST -- Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra pediu à presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Marga Inge Barth Tessler a federalização do processo sobre a morte de 19 agricultores, em abril de 1996. Os integrantes do movimento foram mortos pela Polícia Federal durante protesto em uma rodovia em Eldorado dos Carajás (PA). As informações são do TRF-4.

Do 148 envolvidos na ação policial, apenas dois foram condenados pela Justiça paraense e cumprem pena em regime semi-aberto.

A visita para a desembargadora fez parte de um protesto que reuniu 70 pessoas ligadas ao MST para marcar os nove anos do crime.

Marga Inge comprometeu-se a entregar cópias do documento aos demais integrantes do TRF-4 na próxima sessão do Pleno.

Revista Consultor Jurídico, 18 de abril de 2005, 15h41

Comentários de leitores

1 comentário

É muita petulância desse famigerado movimento d...

ARY B.CAMPOS (Estagiário)

É muita petulância desse famigerado movimento de trabalhadores (?) sem terra que juridicamente não existe e, ao que me consta, quem, em legítima defesa, matou dezenove deles, foi a P.M. do Pará e não a Polícia Federal. Quanto a senhora Marga não deveria conhecer das pretensões de movimento não existente legalmente.Ary Borges de Campos - São Bernardo do Campo - SP.

Comentários encerrados em 26/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.