Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Previdência Social

Aasp lança plano de aposentadoria complementar para advogados

A Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp), entidade com 85 mil associados, e o HSBC Fundo de Pensão Instituidor, lançarão na segunda quinzena do mês de abril um plano de aposentadoria complementar -- o Aasp Previdência.

O Aasp Previdência, já aprovado pela Secretaria de Previdência Complementar, contará com vários benefícios. Entre eles, a taxa de administração de 0,5% ao ano, valor abaixo da média de mercado (que varia entre 1% e 5% ao ano) e o expertise do HSBC na administração dos recursos, que é feita por profissionais especializados no segmento de previdência complementar.

Durante dois anos, sucessivas gestões da Aasp desenvolveram estudos e ouviram especialistas sobre qual seria a melhor alternativa de um plano de aposentadoria para os seus associados. Segundo pesquisa feita pelo Ibope no ano passado, essa é uma das maiores preocupações da classe. As informações são da Aasp.

Para o presidente da Aasp, José Diogo Bastos Neto, o plano é mais uma medida de grande alcance e interesse para os advogados paulistas. “O plano de aposentadoria complementar constitui antiga aspiração da classe. As atuais dificuldades pelas quais passa o Ipesp, onde os advogados têm uma carteira especial, também nos preocupavam muito. Por isso, a Aasp, fiel à defesa dos interesses de seus associados e ciente de suas necessidades, entendeu ser necessário disponibilizar mais este importante serviço, cujo principal objetivo é oferecer a perspectiva de um futuro tranqüilo para os advogados e seus familiares".

Para Rogério Aguirre, diretor de Previdência Fechada do HSBC, o Aasp Previdência é um marco para os advogados paulistas pela iniciativa da entidade e pela transparência e preocupação com o processo de elaboração do plano e escolha de seus gestores.

Aguirre lembra que o plano em questão é um plano de previdência fechado, não se confundindo com PGBL ou VGBL. Assim, este plano estará ligado a uma entidade de previdência sem fins lucrativos, com a rentabilidade líquida totalmente revertida aos participantes. Outra novidade é a flexibilidade do plano para atender uma necessidade dos profissionais liberais. O plano não exige uma contribuição mensal de seus participantes, bem como possibilita que os escritórios de advocacia possam contribuir, também, para seus advogados, beneficiando-se, desta forma, dos incentivos fiscais para este tipo de contribuição.

O Aasp Previdência é um plano de aposentadoria complementar para a formação de reservas, através da acumulação de capital, que serão acrescidas da rentabilidade obtida pela carteira de investimentos. A contribuição e a data para aposentadoria serão definidas previamente. O advogado vai determinar quanto quer pagar e a data em que pretende começar a usufruir do benefício.

O presidente da Aasp diz que os associados terão inúmeras vantagens em relação aos planos de previdência que estão no mercado. "Depois de muitos cálculos, estudos e discussões, conseguimos reunir no Aasp Previdência as melhores condições do mercado, as melhores taxas e garantias para os advogados e seus familiares. Acredito que a partir de agora os advogados paulistas poderão começar a se preparar para um futuro mais tranqüilo", afirma.

Revista Consultor Jurídico, 4 de abril de 2005, 12h46

Comentários de leitores

1 comentário

Penso que seria importante que os dirigentes da...

Marcelo de Campos de Oliveira Branco (Advogado Assalariado - Tributária)

Penso que seria importante que os dirigentes da AASP informassem aos advogados que contribuem para o IPESP quais são as suas alternativas e, financeiramente, qual é a melhor opção.

Comentários encerrados em 12/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.