Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sentença mantida

Office-boy é condenado por morte de promotor em Minas Gerais

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve a condenação do office-boy Geraldo Roberto Parreiras a 18 anos de prisão por participar do homicídio do promotor de Justiça, Francisco José Lins do Rego Santos, em janeiro de 2002.

Os desembargadores que votaram pela manutenção da sentença entenderam que as provas apresentadas no processo apontam para a participação decisiva de Parreiras no crime. As informações são do TJ-MG.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, ele seguiu o Lins do Rêgo, anotando todos os seus itinerários e horários, a pedido de Luciano Farah do Nascimento. Em setembro de 2001, o promotor autuou e interditou os postos de Farah, por venda de combustíveis adulterados e sonegação fiscal.

Segundo o MP, Farah perseguiu Lins do Rêgo junto com o ex-soldado Edson Souza Nogueira de Paula, que disparou 13 tiros no promotor.

A sentença contra Parreiras foi mantida pelos desembargadores Beatriz Pinheiro Caires e Hyparco Immesi. Para eles, ficou provada a participação do office-boy no crime.

Já o desembargador José Antonino Baía Borges, que votou pela redução da pena para 12 anos, entendeu que a participação do office-boy no crime não dificultou a defesa do promotor, o que contribui para a diminuição da pena.

1.0024.03.042880-9/001

Revista Consultor Jurídico, 1 de abril de 2005, 15h52

Comentários de leitores

2 comentários

É curioso o fato de redução de pena a partir do...

Helena Wakim (Outros)

É curioso o fato de redução de pena a partir do momento que se tem como agravante, de alguma forma o planejamento do mesmo. Curioso, o fato.

Um crime monstruoso deste e ainda tem Desembarg...

Ayrton José Cabral (Advogado Autônomo - Tributária)

Um crime monstruoso deste e ainda tem Desembargador que que não se vexa em ser "bonzinho". Gostaria de saber se o Promotor fosse parente dele, ou mesmo amigo, se ele reduziria a pena?

Comentários encerrados em 09/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.