Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ponta da língua

Serra ganha 22 minutos no horário do Partido Progressista

O candidato à prefeitura de São Paulo, José Serra, e a coligação Ética e Trabalho (PSDB/PFL/PPS) conseguiram 22 minutos de direito de resposta, que serão distribuídos em 20 inserções radiofônicas e 2 televisivas. O juiz auxiliar da propaganda da 1ª Zona Eleitoral, Roberto Maia Filho, entendeu que houve ofensa nas inserções levadas ao ar em 23 de setembro. A propaganda do Partido Progressista afirmou que o candidato José Serra "deu calote em um deficiente físico". Cabe recurso ao TRE.

Maia Filho também concedeu direito de resposta de 2 minutos e 7 segundos, em televisão, e 2 minutos e 11 segundos, em rádio, para Serra e para a coligação Ética e Trabalho (PSDB/PFL/PPS).

O juiz entendeu que houve ofensa nos programas do PP levados ao ar nos dias 22 e 23 de setembro, de acordo com o TRE paulista. A propaganda do PP afirmou que o candidato José Serra "realizou suspeita e ilícita transação imobiliária, bem como dado calote em diversas pessoas, incluindo um deficiente físico". Também cabe recurso nesse caso.

Revista Consultor Jurídico, 27 de setembro de 2004, 9h16

Comentários de leitores

1 comentário

Maluf e D. Marta juntos...sinais dos tempos......

Humberto Costa Barbosa ()

Maluf e D. Marta juntos...sinais dos tempos...certamente que o governo federal saberá recompensá-lo no futuro...já fui petista, infelizmente...

Comentários encerrados em 05/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.