Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Medalha indesejada

Instituto de Previdência é o mais processado na Justiça gaúcha

Com mais de 42 mil ações, o Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul (Ipergs) é o campeão de processos em andamento em que figura como réu na Justiça cível gaúcha. O segundo lugar é ocupado pelo próprio estado, com 41 mil processos.

Segundo o site Espaço Vital, o levantamento é do Tribunal de Justiça gaúcho. Os 20 maiores réus têm contra si 206.923 ações. A pesquisa abrangeu as 28 maiores comarcas gaúchas, computou apenas as ações ativas e não considerou os incidentes processuais, embargos e cartas precatórias.

Os números confirmam o que já foi constatado em outros levantamentos do gênero por todo o país: é o estado quem mais ocupa a Justiça.

Na lista dos 20 primeiros, figuram sete bancos. Seis deles estão entre os 10 mais processados. A empresa privada que mais é citada como ré -- e ocupa o terceiro posto no placar geral -- é a Brasil Telecom, contra a qual tramitam 19.913 ações.

O levantamento foi feito nas seguintes comarcas: Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Caxias, Santa Maria, Pelotas, Passo Fundo, Rio Grande, São Sebastião do Cai, Cachoeirinha, Santa Cruz, Cachoeira do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Uruguaiana, Camaquã, Bento Gonçalves, Tramandaí, Viamão, Santana do Livramento, Alvorada, Bagé, Cruz Alta, Erechim, Sapiranga e Sapucaia do Sul.

Conheça a lista

1 – Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul - 42.831

2 – Estado do Rio Grande do Sul - 41.731

3 – Brasil Telecom S.A - 19.913

4 – Banco ABN Amro Real S.A - 11.433

5 – Banco do Brasil S.A - 9.873

6 – Instituto Nacional do Seguro Social - 8.966

7 – Banco Itaú S.A - 8.268

8 – Unibanco União de Bancos Brasileiros S.A - 8.114

9 – Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A - 7.355

10 – Banco Santander Meridional S.A - 7.322

11 – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem - 5.803

12 – Banco Bradesco S.A - 5.209

13 – Município de Porto Alegre - 4.699

14 – Empresa Pública de Transporte e Circulação - 4.634

15 – Credicard S.A Administrado de Cartões de Crédito - 3.994

16 – Companhia Estadual de Energia Elétrica - 3.612

17 – Agro Territorial Cidreira Ltda. - 3.597

18 – Serasa Centralização dos Serviços dos Bancos S.A - 3.339

19 – Fininvest S.A Administradora de Cartões de Crédito - 3.203

20 – CDL Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre - 3.027

Revista Consultor Jurídico, 11 de setembro de 2004, 6h47

Comentários de leitores

1 comentário

É lamentável que os campões sejam o IPERGS e o ...

Marco Aurélio Moreira Bortowski ()

É lamentável que os campões sejam o IPERGS e o Estado do Rio Grande do Sul. Aliás, para que os colegas tenham uma noção exata do descumprimento sistemático das decisões judiciais, o IPERGS não paga precatórios desde 1999 e deve aos autores das ações mais de 5 bilhões de reais. Como diz Boris Casoy, " É uma vergonha".................. Como o STF não decreta a intervenção em nenhum Estado, vide decisões adotadas nos pedidos contra São Paulo, Rio Grande do Sul e etc. , só resta reclamar para "o bispo". Aliás, o dia em que o Poder Judiciário entender que tais decisões vêm em descrédito do próprio Poder Judiciário, quem sabe ele tomará uma atitude. Por essas e por outros, é que o povo não crê no Poder Judiciário, como Poder.

Comentários encerrados em 19/09/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.