Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Menos e mais

Redução de jornada é solução para desemprego, afirma Anamatra.

A redução da jornada de trabalho, sem redução de salários, é uma alternativa para a criação de mais emprego. Ela agregaria os desempregados ao mercado formal. Essa é a opinião da Anamatra -- Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho.

Segundo o presidente da entidade, Grijalbo Coutinho, é necessário fazer alterações na legislação trabalhista devido aos avanços tecnológicos, ocorridos nos últimos anos, que proporcionou a redução ou eliminação de postos de trabalho.

“É preciso democratizar os avanços para permitir ao empregado usufruir a nova realidade, reduzindo a jornada de trabalho e inviabilizando a prestação de horas extras, medidas que auxiliariam no combate ao desemprego”, diz.

Segundo Coutinho, é necessário existir uma fiscalização rígida para inibir as horas extras. “Das mais de duas milhões de ações trabalhistas propostas anualmente à Justiça do Trabalho, um número considerável envolve o trabalho executado depois da jornada”, diz ao citar pesquisa da Secretaria do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade de São Paulo. De acordo com a pesquisa, se fosse coibida essa prática seriam criados 1,7 milhão de novos empregos. (Anamatra)

Revista Consultor Jurídico, 26 de maio de 2004, 19h33

Comentários de leitores

5 comentários

Acredito que reduzir a jornada de trabalho é um...

Caldas13 (Outros)

Acredito que reduzir a jornada de trabalho é uma saída para aumentar o número de empregos, e já num primeiro momento deveria-se regulamentar o inciso XIV do art. 7° da Constituição Federal, colocando em prática o que reza: " Art. 7 ° São direitos dos trabalhadores..., além de outros que visem à melhoria de sua condição social: ...XIV - jornada de seis horas para o trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva; Quando uma empresa não aceita enquadrar a jornada de trabalho em turnos ininterruptos, garantida pela Constitução Federal, ele coloca os trabalhadores a laborar em turno fixo. Alegando que o artigo 7° não possui regulamentação. Este argumento de prejudicado os trabalhadores, além de não comtribuir para o aumento de empregos. E, normalmente as empresas que necessitam de trabalho noturno são empresas de faturamentos milhonários!

Só se resolve a questão do emprego no País com ...

André Coelho Teixeira ()

Só se resolve a questão do emprego no País com crescimento da economia, qualquer outra medida pode ir contra o próprio trabalhador. Temos de criar um ambiente onde o empresário (o grande gerador de emprego no País) possa investir mais. Mais pessoas queiram ser empresários e criar mais empregos. Medidas como redução na carga horária só aumentarão o custo Brasil. Alguns entraves na geração de emprego: 1 - Juros reais - são muito altos, temos de reduzir; 2 - Burocracia para criação de empresas - quantos empresas estão na informalidade frente a uma burocracia cada vez maior; 3 – Modelo industrial privilegiando a pequena e média empresa – as grandes empresas tem acesso ao crédito barato, o mesmo na acontece com a pequena e média empresa.

Na verdade o empregador poderia utilizar o crit...

Ribeiro ()

Na verdade o empregador poderia utilizar o critério da jornada a tempo parcial (artigo 58A da CLT) e não necessitaria fazer horas extras. naquele dispositivo há a permissão expressa para contratar empregados com salario reduzido. Ribeiro

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 03/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.