Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora dos ringues

Pitboy acusado de tentar matar promotor é preso preventinamente

Acusado de tentar matar um promotor de eventos dentro de uma boate carioca, o pitboy Fábio Araújo Lustosa Primo teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (24/5). A decisão é do 2º Tribunal do Júri e o interrogatório está marcado para o dia 17 de junho, às 12h30min.

O crime, aconteceu no dia 9 de maio, depois de Lustosa Primo ver a sua ex-namorada conversar com promotor Flávio Cremosa. Ele, que é praticante de luta livre, agrediu Cremosa com chutes e pisadas na cabeça.

O juiz do processo afirmou que o inquérito aponta o réu como uma pessoa que adquire técnicas de luta sem o mínimo preparo emocional para tanto, já que ele é capaz de derrubar e desacordar um jovem com uma simples cabeçada, o que torna seu corpo “uma arma ambulante e perigosa”. Por isso, o juiz entendeu que a prisão preventiva tem respaldo na garantia da ordem pública.

Ele disse, ainda, que é necessário preservar a testemunha (a ex-namorada de Lustosa Primo), por quem o acusado demonstra sentimento doentio e obsessivo, já que o réu chegou a negar a ela o direito de seguir sua vida como lhe convém.

O réu alegou estar deprimido em razão do término do namoro. Quando a ex-namorada perguntou a Fábio, que estava dentro da viatura policial, se ele estava arrependido e se ela poderia seguir com sua vida, ele respondeu que não e que faria a mesma coisa que fez se a visse com outra pessoa.

Fábio Araújo Lustosa está incurso nas penas do artigo 121, parágrafo 2º, II e IV, c/c artigo 14, II, do Código Penal (tentativa de homicídio). (TJ-RJ)

Revista Consultor Jurídico, 24 de maio de 2004, 20h47

Comentários de leitores

4 comentários

Tratamento psicologico intensivo p/ essa rapaz....

Carlos Henrique ()

Tratamento psicologico intensivo p/ essa rapaz... ou animal. Deve estar sofrendo alguma crise de identidade ou existencial. Não é aceitavel uma conduta tão imprópria vinda de um ser considerado normal e racional. Imitar um animal e achar bonito. Rapaz de classe média, vida boa, não precisa trabalhar, não passa fome, não passa necessidades, seus gastos são financiados pelos pais e porta-se como se tivesse raiva de si e do mundo. Tenho pena são dos pais desse rapaz. A vergonha que estão passando. Parece que não deram amor e educaçao suficiente. Eu tive problemas com um faz pouco tempo. Começou pelo 129 e terminou no 121 e 14 também. Durante a audiência, na frente do juiz esses pitboys são santos e inocentes. Mas fora.... acham-se os predadores naturais. Conheci os pais desse rapaz. O próprio pais diz que se soubesse como seria agora teria comprado uma jaula no lugar do berço. Ver a decepção na cara dos pais é algo terrível.

Concordo com a decisão do MM. Juiz. A prisão pr...

Francinaldo de Oliveira ()

Concordo com a decisão do MM. Juiz. A prisão preventiva é necessária, pois evita que o acusado tente fugir, agredir ou ameaçar testemunhas.

Prezado (Dr. ?) Cristiano É isso que ensin...

Renato de Lima Junior ()

Prezado (Dr. ?) Cristiano É isso que ensinam na Faculdade de Direito que o senhor frequenta ?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.