Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reforço parlamentar

Deputado apóia projeto que acelera instalação de varas federais

A Justiça Federal arrecada mais do que gasta. A opinião é do deputado federal Luiz Antonio Fleury Filho (PTB-SP), que prometeu apoio ao Conselho da Justiça Federal para instalar, até o final do ano que vem, todas as 183 varas federais criadas no final do ano passado pelo Congresso Nacional. Até hoje, apenas cerca de 16 foram instaladas.

A pressa se deve à proposta apresentada pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça e do CJF, ministro Edson Vidigal, de criar cerca de quatro mil varas federais para interiorização da Justiça. Além disso, parte das varas já criadas serão utilizadas nos Juizados Especiais Federais, nos quais vem aumentando o número de processos ajuizados, especialmente na área previdenciária.

"Vamos juntar nossas forças políticas com o apoio da Frente Parlamentar dos Advogados e do Executivo para que possamos instalar todas as varas restantes em 2005", disse o ministro Vidigal. Ele vai apresentar emenda ao orçamento do próximo ano prevendo recursos para a instalação dessas varas.

Da discussão ficou definido o apoio político da Frente Parlamentar dos Advogados à proposta e que o presidente do STJ irá buscar o apoio político do Poder Executivo no que diz respeito aos recursos necessários. (CJF)

Revista Consultor Jurídico, 17 de maio de 2004, 15h03

Comentários de leitores

1 comentário

Assim vão arrebentar a velha viúva. Não seria m...

Láurence Raulino (Outros)

Assim vão arrebentar a velha viúva. Não seria mais racional barrar esse processo de ampliação da máquina judiciária, caríssima e injustificável no tempo em que dispomos da informática e de novas tecnologias - capazes de substituir o homem já em quase todas as etapas do processo judicial-, para adoção daquilo que logo logo virá a ser lugar comum?

Comentários encerrados em 25/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.