Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

E-mail pra você

Polícia pega spammer que usava nome do Unibanco em e-mails

Um spammer de Campinas, que usava o nome da corretora e de um diretor do Unibanco para espalhar mensagens sobre produtos que comercializa, teve seu equipamento apreendido pela 4ª Delegacia de Crimes Eletrônicos de São Paulo no último dia 13 de abril.

Por ordem judicial inédita em caso de spam obtida pelo Unibanco, a polícia apreendeu CPU, gravador de CDs e DVDs, disquetes, conjuntos de CDs graváveis e cópias de software aparentemente piratas.

A operação foi resultado de um trabalho de investigação realizado durante quatro meses pelo banco. “Estudamos o perfil de atuação do spammer e fomos coletando provas para apresentar à Justiça e pedir que o endereço do telefone fixo dele fosse revelado”, diz Nilton Carvalho, diretor de segurança do Unibanco.

O equipamento apreendido foi encaminhado para a perícia do Instituto de Criminalística. “Deve levar alguns meses até sair o resultado e podermos dar andamento ao processo. Mas já consideramos uma vitória ter aberto jurisprudência sobre a atuação dos spammers”, diz Carvalho.

Fonte: INFO Abril -- Lucia Reggiani

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2004, 18h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.