Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Gravado na memória

OAB do Piauí ergue memorial em homenagem a Evandro Lins e Silva

A seccional do Piauí da Ordem dos Advogados do Brasil vai erguer um memorial em homenagem a Evandro Lins e Silva, que morreu em 2002. O memorial será contruído na cidade de Luís Correia, na região do Delta do Parnaíba.

Parnaíba é a terra natal de Evandro Lins, que por 20 anos foi conselheiro federal da OAB representando o Estado do Piauí e chegou a ministro do Supremo Tribunal Federal, cassado durante a ditadura militar.

O presidente da seccional, Álvaro Fernando da Rocha Mota, reuniu-se com o presidente nacional da entidade, Roberto Busato, para expor o andamento do projeto do memorial. Ele informou que está entrando em contato com o arquiteto Oscar Niemeyer, que foi amigo de Evandro Lins e Silva, em busca de seu apoio e assinatura ao projeto.

Conforme observou, o Piauí é um dos Estados no país que não tem uma obra de autoria do arquiteto responsável pela concepção de Brasília e de diversos monumentos brasileiros e internacionais.

"O projeto de instalar o memorial em Parnaíba, terra natal de Evandro Lins e Silva, quer também marcar uma das regiões turísticas mais belas do país; o museu que será instalado na casa em que nasceu o grande jurista pretende ser também exemplo e incentivo de cidadania e ética para as gerações atual e futuras", disse Álvaro Rocha Mota.

A sede da seccional da OAB já dispõe de um busto homenageando o jurista brasileiro. Evandro foi um dos símbolos da luta contra o arbítrio e do movimento pelo impeachment do presidente Fernando Collor de Mello. (OAB)

Revista Consultor Jurídico, 5 de maio de 2004, 10h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.