Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Preso outra vez

Doleiro do Paraná é condenado a sete anos por sonegar 33 milhões

O doleiro Alberto Youssef foi condenado nesta quinta-feira (24/6), a sete anos de reclusão, em regime semi-aberto e multa de aproximadamente 9.568 salários mínimos, por crime de sonegação fiscal. A decisão é da 2ª Vara Criminal Federal de Curitiba.

De acordo com informações da Justiça Federal do Paraná, Youssef foi condenado por crime de sonegação fiscal, evasão de divisas e associação ilícita.

Dono de uma casa de câmbio e agência de turismo em Londrina, Youssef é suspeito de lavagem de dinheiro, possivelmente desviado dos cofres públicos dos municípios de Londrina e Maringá, e da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel).

Conforme apuração da Receita Federal em Londrina, Youssef sonegou de R$ 33.318.932,26 em impostos e contribuições. Ele também remeteu e manteve divisas no exterior em nome de sua cunhada,. Youssef também foi condenado por associação para a prática de tais crimes.

Não fazem parte da ação penal as remessas fraudulentas ao exterior efetuadas por Youssef através do Banco do Estado do Paraná S/A.

Alberto Youssef foi preso pela Polícia Federal em 2 de novembro de 2003, tendo sido, posteriormente, colocado em liberdade. Youssef está na prisão em Curitiba há quase duas semanas.

Revista Consultor Jurídico, 24 de junho de 2004, 19h24

Comentários de leitores

1 comentário

Nao consigo comprender,a sede de sangue , que a...

Alessandro Davis ()

Nao consigo comprender,a sede de sangue , que algumas pessoas tem, considerar premio, 7 anos de restricao de liberdade, para uma pessoa sem o menor sinal de tendencia a violencia, depois de ter arcado com anos de um doloroso processo criminal, exposicao a midia, perda dos negocios , problemas de familia ...premio?? Certamente ,quem faz um comentario deste nao teve ,felizmente,de passar uma semana "detida" em um hospital por exemplo, para saber o que sao 7 anos de restricao de liberdade...eu sei , pois passei meses em um hospital...é horrivel... O Doleiro e a sonegacao fiscal,faziam parte do tecido empresarial Brasileiro, que manteve uma cultura, que felizmente esta mudando agora, com menor tolerancia da sociedade para este tipo de ilicito, mais nao devemos colocar pessoas com capacidade de recuperacao em "fogueiras da hipocrisia", simplismente para servir de exemplos.Sao vidas e seres humanos como nós , que tambem cometemos erros, nao defendo a impunidade,mas defendo o equilibrio e razoabilidade, me recuso simplismente a fazer parte da manada moralista, e sim de recuperar seres humanos, penas alternativas, para pessoas nao violentas, e equilibrio e moderacao de um judicario dada vez mais "enquadrado" pelo sensacionalismo da imprensa.Perdao se meus comentarios,venham a melindrar alguem, nao tive acesso aos autos, nem o o processo, mais nao posso me calar...diante de 7 anos de restricao de libertade , ser igualado a premio

Comentários encerrados em 02/07/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.