Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Brincadeira na TV

SBT recorre de condenação por pegadinha no programa do Gugu

O SBT foi condenado a pagar indenização por danos morais a Abrão Couri e Silvia Cristina Parisi Couri, por expor o casal a situação “vexatória e humilhante” numa pegadinha levada ao ar durante 30 segundos no programa Domingo Legal, do apresentador Gugu Liberato. A pegadinha aconteceu em 16 de novembro de 1997.

A sentença de primeira instância foi dada em março deste ano. O SBT recorreu, em abril, ao Tribunal de Justiça de São Paulo. As informações são do site Espaço Vital.

O valor da indenização será o equivalente ao preço de um minuto de veiculação publicitária em rede nacional, na época da exibição do programa, com juros e correção. A emissora deverá pagar ainda as custas do processo e os honorários do advogado dos dois, fixados em 20% do valor da condenação.

A pegadinha envolvia um teste para demonstrar a honestidade dos pobres em contraposição à desonestidade dos ricos. Uma carteira foi deixada na rua com dinheiro e um papel com o nome, endereço e telefone do suposto proprietário.

Abrão e Silva apanharam a carteira e ligaram de um telefone público, tentando contato com o suposto dono. Eles foram abordados por membros da produção e entregaram a carteira a eles, explicaram a situação e autorizaram o uso das imagens. Entretanto, nas imagens exibidas o casal apenas aparece guardando a carteira, dando ao ato a aparência de desonestidade.

O juiz da 31ª Vara Cível de São Paulo, Luiz Fernando Cirillo, afirmou que o SBT "promoveu um julgamento dos autores, pronunciou um veredicto de desonestidade, transmitido em rede nacional".

Revista Consultor Jurídico, 21 de junho de 2004, 10h52

Comentários de leitores

34 comentários

A liberdade da imprensa não pode ser usada para...

Ricardo José da Rosa ()

A liberdade da imprensa não pode ser usada para causar constrangimento indevido, sendo lamentavel as cenas grotescas a que são submetidas as vítimas das chamadas "pegadinhas". A punição, no caso exposto na notícia, é devida e deve ser seguida por muitas outras, inibindo a irresponsabilidade de tantos "gugus" que se aproveitam da falta de cultura de muitos de seus telespectadores.

Punição justa tomara que outros canais também r...

Cirovisk (Outros)

Punição justa tomara que outros canais também recebam punição igual. Esse Gugu e sua equipe nao medem esforços para ganhar audiência, nao têm escrúpulos diga-se de passagem a forjada entrevista. Deviam tentar fazer alguma coisa que presta e nao ficar apenas jogando lixo em nossas telas.

Mais uma vez a Justiça tem que intervir no prog...

Helton Luis Oliveira de Campos ()

Mais uma vez a Justiça tem que intervir no programa do Augusto Liberato, fazer-se-a necessário uma decisão firme para que tais abusos cessem.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 29/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.