Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Comunicação social

Relação entre Judiciário e Imprensa é tema de debate em Recife

O V Encontro Nacional dos Assessores de Comunicação do Judiciário e Ministério Público terá como tema "A Comunicação Social como elo entre a Justiça e a Sociedade".

O evento, que reunirá profissionais de todo país, de 28 a 30 de junho, em Recife, será aberto pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro e jornalista Edson Vidigal. Ele fará palestra sobre “A Comunicação Social como Elo entre a Justiça e a Sociedade".

No dia 29/6, será a vez do ex-presidente do STJ, ministro Nilson Naves, falar sobre “As Relações entre o Judiciário e a Imprensa". A editora-regional da Rede Globo Nordeste, Jô Mazzarollo, discutirá "O que a Imprensa espera das Assessorias do Judiciário e do Ministério Público".

A professora Hélide Campos, da Universidade Paulista, debaterá "Direito e Imprensa: Desencontros de Linguagem". O jornalista Márcio Chaer, diretor da revista Consultor Jurídico, tratará do tema "A Linguagem Jurídica e sua dificuldade de comunicação com a sociedade".

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail www.canaljustica.jor.br ou pelos telefones (81) 3425.9019 ou (81) 3425.9018, até a próxima sexta-feira. Assessores de comunicação de diferentes áreas, jornalistas, advogados e estudantes de Jornalismo e de Direito, podem participar do evento e terão direito a certificados.

Veja programação:

DIA 28 (SEGUNDA-FEIRA)

MANHÃ

Workshop - Apresentação dos cases vencedores do II Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

8h – Credenciamento

8h30 -- Jornal Externo

8h45 -- Jornal Interno

9h -- Revista

9h15 -- Veículo on-line externo

9h30 -- Veículo on-line interno

9h45 -- Campanha de comunicação externa

10h -- Campanha de comunicação interna

10h15 -- Inovação

10h30 – Intervalo

10h45 – Internet

11h – Intranet

11h15 -- Publicação Especial

11h30 -- Vídeo Institucional

11h45 -- Programa de TV

12h -- Programa de Rádio

12h15 – Clipping

12h30 -- Identidade Visual

TARDE

14h

Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

(Presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região)

Dr. Marcos Antônio da Silva Costa

(Ministério Público Federal de Pernambuco),

COMPOSIÇÃO DA MESA:

Dr. Ivaldo Olímpio

(Procurador-Chefe da Procuradoria Regional da República da 5ª Região),

Juiz Fernando Cabral de Andrade

(Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região)

Dr. Francisco Sales

(Procurador-Geral da Justiça de Pernambuco)

Dr. Manoel Orlando Goulart

(Procurador-Chefe Regional do Trabalho da 6ª Região)

Desembargador Macêdo Malta

(Presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco)

Desembargador Antonio Camarotti Filho

(Presidente do Tribunal Regional Eleitoral)

14:30h - Conferência Magna

"A Comunicação Social como Elo entre a Justiça e a Sociedade"

Ministro Edson Vidigal

(Jornalista e Presidente do Superior Tribunal de Justiça)

16:30h - Entrega de Título Benemérito às seguintes autoridades: Ministro Marco Aurélio (STF), pela criação da TV Justiça, ao Ministro Nilson Naves (STJ), à Desembargadora Federal Margarida Cantarelli (TRF/5ª) e ao Juiz Fernando Cabral de Andrade (TRT/6ª), pelo apoio ao V Encontro, e ao Procurador da República, Nicolao Dino, pelo apoio ao I Encontro.

DIA 29 - TERÇA-FEIRA

MANHÃ

8h30 - Palestra "A Comunicação do Poder e o Poder da Comunicação"

Desembargador Og Marques Fernandes (Jornalista e Desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco)

Presidente da Mesa - Dr. Francisco Sales

(Procurador Geral da Justiça de Pernambuco)

9h15 – Debates

9h30 – Intervalo

Mediador: Jornalista Chico Dias (Assessoria de Imprensa do STJ)

9h45 - Mesa Redonda: "Divulgação dos Processos na Fase de Denúncia - A Lei da Mordaça"

Convidados:

Dr. Cláudio Fonteles

(Procurador Geral da República)

Dr. Nicolao Dino

(Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República)

10h45 – Debates

11h -- Palestra “As Relações Entre o Judiciário e a Imprensa”

Conferencista: Ministro Nilson Naves (ex-presidente do STJ)

(Presidente do TSE)

Presidente da Mesa - Desembargador Federal Lázaro Guimarães (Jornalista e Desembargador Federal)

11h45 - Debates (perguntas por escrito e com e-mail)

12h - Intervalo para o almoço

TARDE

14h - Painel A: Tema-Guia: Imprensa, Assessoria de Comunicação e Justiça

Mediador:- Dr. Arthur Carvalho (Advogado, Jornalista e Conselheiro da Associação da Imprensa de Pernambuco)

14h15 - "As Assessorias de Comunicação da Justiça e o Desafio de Pautar a Mídia"

Jornalista Luiz Adolfo (Coordenador de Comunicação Social do STJ)

14h45 - "O Canal Justiça e o Fórum como Instrumentos de Integração das Assessorias do Judiciário e Ministério Público"

Jornalista Edvânia Kátia

(Presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça e Assessora de Comunicação do TRT/16ª)

15h15 - "O que a Imprensa Espera das Assessorias do Judiciário e Ministério Público"

Jornalista Jô Mazzarollo

(Editora Regional da Rede Globo Nordeste)

15h45 - Debate Aberto (Perguntas por escrito e com e-mail)

16h – INTERVALO

16h15- Palestra "Os Instrumentos de Divulgação da Justiça - Rádio e TV Justiça" – Jornalista Celso Fontão

(Assessor de Imprensa Adjunto do Supremo Tribunal Federal)

Presidente da Mesa: Jornalista Marcelo Cordeiro (Assessoria de Imprensa do STJ)

17h - Debate aberto (Perguntas por escrito e com e-mail)

17h15 – Palestra: “Dano Moral e Direito à Imagem”

Dr. Cláudio Maciel

(Presidente da Associação dos Magistrados do Brasil)

17h45 – Debates

18h - Palestra "Direito e Imprensa: Desencontros de Linguagem"

jornalista Hélide Campos – Professora da Universidade Paulistana (Unip), de Sorocaba (SP)

NOITE

21h - Entrega do prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

Coquetel de Confraternização

DIA 30 - QUARTA-FEIRA

MANHÃ

8h30h - Presidente da Mesa - Dr. Fernando Andrade (Presidente do TRT/6ª)

8h45 - Palestra "A Exclusão Social, a Efetividade da Lei e o Olhar Crítico da Imprensa"

Ministro Vantuil Abdalla (Presidente do TST)

09h15 - Debate Aberto (perguntas por escrito e com e-mail)

9h30 – INTERVALO

9h45 - "A Linguagem Jurídica e sua Dificuldade de Comunicação com a Sociedade"

Palestra do Jornalista Marcio Chaer

(Diretor do site Consultor Jurídico)

Presidente da Mesa: Desembargador Federal Francisco Cavalcanti

10h15 – Debates

10h30– “O desafio de construir a imagem das organizações - a experiência dos Correios”

João Henrique de Almeida Sousa (Presidente dos Correios)

11h – Debates

11h15- Apresentação da Proposta do Dia da Cidadania

Coordenador da Mesa: Celso Gomes – vice-presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (TRT-RN)

Convidados:

Flávio Damiani (Diretor de Comunicação do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça - Assessor de Comunicação do MPE-RS)

Marilda Silveira (Coordenadora Estadual do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça e Assessora de Comunicação do TJ-MS)

Antonio Matielo (Assessor de Comunicação da Associação dos Magistrados do Brasil)

12h30- Encerramento Solene - Palavras da Dra. Margarida Cantarelli

TARDE

14h - Grupos de Trabalho para Elaboração da Carta de Recife

Grupo de Trabalho da Justiça do Trabalho

Grupo de Trabalho da Justiça Federal

Grupo de Trabalho da Justiça Estadual

Grupo de Trabalho da Justiça Eleitoral

Grupo de Trabalho do Ministério Público Federal

Grupo de Trabalho do Ministério Público Estadual

16h - Plenária - Apresentação de propostas dos Grupos de Trabalho

19h - COQUETEL DE ENCERRAMENTO

18h - Momento Cultural dos Assessores - Lançamento dos livros:

Memórias do Quintal (contos) e Cidade das Águas (poemas, crônicas e contos), de Alfredo Garcia (TRT-PA)

Maranhão Reportagem e Almanaque Guarnicê (reportagens sobre o movimento cultural do Maranhão das décadas de 70 e 80), de Félix Alberto Gomes Lima (TJ-MA)

Carnaval: Cortejos e Improvisos - Maria Alice Amorim (TRT-PE) e Roberto Benjamim

Viuvinha Casadeira (romance regional) - Jaques Cerqueira (TRF 5ª)

Revista Consultor Jurídico, 21 de junho de 2004, 16h48

Comentários de leitores

1 comentário

A idéia de debater o assunto já é um início da ...

Luiz de Oliveira ()

A idéia de debater o assunto já é um início da intenção em levar ao povo o que realmente é o Poder Judiciário. Não seria o caso de reservar verbas para o custeio do uso da imprensa, assim como tem altos custos o Poder Executivo e Legislativo? Natural que essa idéia não encontra respaldo junto ao administrador do dinheiro público, uma vez que o povo não pode saber que suas garantias, inclusive, contra o próprio ato do poder executivo, está no Judiciário. SE lamenta.

Comentários encerrados em 29/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.