Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Voto eletrônico

Costa Rica vai usar 4 mil urnas brasileiras em eleição de 2006

A Costa Rica vai utilizar 4 mil urnas eletrônicas brasileiras nas eleições presidenciais de 2006. Pelo convênio firmado entre os tribunais eleitorais brasileiro e costarriquenho, cerca de 1,3 milhão de pessoas utilizarão o sistema informatizado, o que representa 50% do eleitorado daquele país.

Além dos equipamentos, a Justiça Eleitoral brasileira enviará pessoal especializado para capacitação da equipe técnica da Costa Rica. O país é o quarto a utilizar oficialmente o sistema, que já foi emprestado ao Paraguai, México e Argentina.

Eficácia em xeque

O convênio foi firmado em meio à polêmica sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas. A última discussão foi deflagrada depois de o Congresso modificar a legislação eleitoral para eliminar o voto impresso – o que faria com que a cada urna tivesse uma impressora, para permitir recontagens.

O método de impressão é uma das soluções defendidas por especialistas em computação norte-americanos para evitar fraude eleitoral. Os Estados Unidos discutem formas de fazer com que os problemas identificados nas primárias daquele país não se repitam no sufrágio deste ano.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Fernando Neves, participou, nesta terça-feira (1º/6), da apresentação do sistema de urnas eletrônicas para políticos e representantes da sociedade civil de San Jose, na Costa Rica.

Revista Consultor Jurídico, 1 de junho de 2004, 16h29

Comentários de leitores

1 comentário

Porque o TSE é contra o voto impresso? O congr...

Ribeiro ()

Porque o TSE é contra o voto impresso? O congresso nós podemos ter uma vaga noção afinal eles são os maiores interessados em que não sejam recontados os votos.....Mas o TSE compartilhar com essa possibilidade....qual a razão?? Alguém poderia responder??

Comentários encerrados em 09/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.