Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pérolas processuais

Pérolas: "cliente levou soco nos oios, garrafada nos cornos..."

"Meu cliente levou um soco nos oios, uma garrafada nos cornos, um chute no saco e algumas pauladas na bunda". (Trecho literal de petição inicial, em ação de indenização, na 7ª Vara Cível de Porto Alegre, relativa a agressão sofrida por freqüentador de boate).

Em defesa da esposa

"Disse ter disparado tiros contra a vítima porque esta 'ameaçou de bater na esposa do depoente'; daí o depoente dizendo 'em mulher minha ninguém bate a não ser eu', encarou a vítima e deu três ou quatro tiros; não queria acertar a vítima, queria apenas assustá-la." (Do interrogatório de réu, em Passo Fundo; apelação julgada pela 1ª Câmara Criminal do TJRS em 17.09.2003).

Roubo não autorizado

"Excelência, o caso em tela impõe drásticas medidas pelo Judiciário, eis que os autores estão sendo verdadeiramente roubados pela ré, sem qualquer autorização desta". (Trecho de uma réplica, na 1ª Vara Cível do foro central de Porto Alegre).

* Pérolas Processuais são publicadas no site Espaço Vital -- www.espacovital.com.br

Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2003, 17h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.