Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem ofensa

Falcão não consegue indenização em processo contra Rede TV!

O jogador de futebol Paulo Roberto Falcão não conseguiu indenização por danos morais em processo movido contra a Rede TV! A Justiça de primeira instância de Barueri (SP) entendeu que a emissora não ofendeu Falcão ao reproduzir acusações de sua ex-mulher, Rosana Leal Damázio, em quatro programas. Ainda cabe recurso.

O jogador não gostou de notícias publicadas nos programas "A casa é sua", "Jornal da TV", "Super Pop" e "TV Fama" sobre a guarda de seu filho, assédio sexual e outros detalhes de sua vida privada.

A emissora foi representada pelas advogadas Beatriz Silva Diniz e Betina Calenda. As advogadas alegaram que os programas se limitaram a reproduzir acusações feitas pela ex-mulher do jogador em entrevista à revista IstoÉ Gente. As advogadas argumentaram, ainda, que as acusações já tinham sido publicadas em outros veículos de comunicação. A Justiça acatou os argumentos.

"Os diálogos descritos dos apresentadores dos programas da Ré, não inovaram qualquer outra informação que já não havia sido divulgada e conhecida do público. Não houve injúria, difamação e calúnia por parte dos apresentadores da Ré, apenas se fez menção às declarações que já haviam sido divulgadas por outro veículo", afirmou a juíza Graciella Salzman.

Processo nº 15501

Revista Consultor Jurídico, 23 de setembro de 2003, 16h23

Comentários de leitores

1 comentário

Toda pessoa pública está sujeita a ter sua vida...

Josue Gomes da Silva ()

Toda pessoa pública está sujeita a ter sua vida investigada/divulgada,que estas pessoas aprendam a aceitar elogios e também críticas . josuegomes3@ig.com.br

Comentários encerrados em 01/10/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.