Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Happy hour

Pré-candidato ao comando da OAB-SP reúne apoiadores em happy hour

Apoiadores e simpatizantes da pré-candidatura de Clito Fornaciari ao comando da OAB paulista promovem um happy hour, nesta quarta feira (10/9), às 19h, no restaurante Kilu's Gril (Rua José Bonifácio, nº 176 - Centro - SP).

Segundo o advogado Eli Alves da Silva, ex-presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo, a campanha de Clito, da qual é um dos coordenadores, está sendo feita somente com contribuições de advogados que acreditam nas propostas do pré-candidato.

"Não serão feitas loucuras em termos de gastos financeiros. A dimensão da campanha dependerá dos recursos que forem doados pelos próprios advogados, integrantes ou não da Chapa: Clito - A Oposição", afirmou Silva.

Ainda de acordo com o advogado, a chapa não terá apoiadores externos, que não pertencem à advocacia, porque eles não pretendem "vender a dignidade dos advogados de São Paulo e nem mesmo rifar o prestígio da OAB-SP".

Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2003, 14h27

Comentários de leitores

2 comentários

"Bobo da corte OAB" Compreende-se o descrédito...

Reinaldo Correa da Silva Meyer ()

"Bobo da corte OAB" Compreende-se o descrédito pela representação política em geral e na OAB em particular. Contudo, a alienação e os juízos preconceituosos (a priori) não contribuem para promover o debate dos problemas que afligem a advocacia. Sei que é muito mais confortável, e aparenta maior erudição, permanecer em cima do muro, arremeçando pedras em quantos busquem mobilizar a classe. Lamento pelos desesperançados, pelos derrotistas, e quanto aos demais estendo o convite para a confraternização programada para amanhã. Meu fraternal abraço ao abraço. Reinaldo C. S. Meyer - advogado - responsável pelo evento - apoiador da chapa e não candidato a coisa alguma.

Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ning...

Davi de Paiva Costa Tangerino (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Nesse sentido concordo com o Dr. Ricardo Alves quando nos convida a agirmos com cautela no quadro eleitoral da OAB/SP. Discordo, porém, da generalização de que festas sejam demonstrações necessariamente demagógicas. A disputa da OAB, ao contrário das eleições para representantes dos poderes legislativo e executivo, não se dá em torno de partidos políticos, porém em torno dos advogados que presidem as chapas. Eles são os símbolos vivos dos valores das chapas que presidem. Assim, ter a oportunidade de conhecer seu candidato, embora personalista, é o meio ideal de escolha de um candidato para a OAB. Happy hours existem justamente para isso. No exercício de nossa profissão marcamos rotineiramente refeições e happy hours com clientes, por exemplo. Por que não escolher como UM dos meios de comunicação eleitoral as celebrações? Aviltante - e nesse ponto torno a concordar com o Dr. Ricardo Alves - são campanhas faraônicas, distantes da realidade da advocacia paulista em que mais da metade dos colegas advogados dependem do convênio com a PGE para sobreviverem. Aviltante é a política do pão e vinho. Aviltante é o papel a que fomos relegados pelos poderes públicos com a covarde aquiescência da situação da OAB. Cautela sim; demagogia não.

Comentários encerrados em 16/09/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.