Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Saída coletiva

Coordenadores e professores da Cásper Líbero pedem demissão

Professores e coordenadores da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, pediram demissão coletiva. Mais de 15 professores e coordenadores divulgaram nota repudiando o comportamento da atual diretoria da faculdade.

Eles lamentaram que "um curso considerado padrão de referência no país seja desmantelado pelo primitivismo intelectual e pela ausência de compostura ética".

A Diretoria da faculdade divulgou uma nota de esclarecimento para os alunos. "Ao receber oficialmente os pedidos, a Diretoria tomará providências imediatas para a substituição dos demissionários, nos termos regimentais, assegurando a seqüência normal das aulas e o nível de qualidade dos cursos", afirmou.

Leia a nota dos professores e, em seguida, da diretoria:

São Paulo, 1º de setembro de 2003.

Diante das seguidas agressões sofridas por parte de uma diretoria que se pauta pelo autoritarismo, pela perseguição mesquinha, pela tacanhez da perspectiva pedagógica, pelo atraso político, pela incompetência administrativa, pelo desrespeito contumaz ao regimento da faculdade, aos compromissos assumidos publicamente e à própria palavra empenhada, os professores de Jornalismo e de Rádio e TV da Faculdade Cásper Líbero, abaixo-assinados, anunciam por meio desta a sua demissão em caráter irrevogável.

Lamentam que um curso considerado padrão de referência no país seja desmantelado pelo primitivismo intelectual e pela ausência de compostura ética de uma clique encastelada no poder, que se faz sustentar pelo sólido e clássico conluio entre as forças da mediocridade, do acomodamento, da pusilanimidade e da bajulação.

Vendo fecharem-se os canais de diálogo com as demais coordenadorias e instâncias da instituição -- o que inviabiliza qualquer mudança no desastroso quadro que se configurou --, os abaixo-assinados contam com a compreensão dos alunos da Faculdade, de quem receberam generoso apoio e o constante alento na sua luta, ao fazer pública a percepção de que não mais consideram compatível com a própria integridade pessoal o título de professores da Faculdade Cásper Líbero.

Adriana Garcia

André Rodrigues

Domingos Fraga

Eduardo Marini

Everton Constant

Jayme Brener

José Américo Dias

Luciana Bistane

Luiz Costa

Marcelo Coelho

Mario Andrada e Silva

Mario Vitor Santos

Mauricio Stycer

Paulo Nassar

Rosane Baptista

Sergio Rizzo

Sidnei Basile

Nota da diretoria da Cásper Líbero

Aos alunos de Jornalismo e de Rádio e Televisão

A Diretoria recebeu hoje, dia 1º de setembro, na presença do gerente de Recursos Humanos da Fundação, a comunicação informal do professor Mario Vitor Santos, coordenador de Ensino de Jornalismo, de que estava se demitindo da Faculdade em companhia de mais 16 professores, dos quais quatro do curso de Rádio e Televisão.

Salientamos que, apesar da existência de um texto distribuído na Faculdade e divulgado na imprensa, que relata a referida demissão, nada foi comunicado oficialmente até o presente momento - 15h do dia 1º de setembro de 2003.

Para terem validade, os pedidos deverão ser feitos por escrito, com a assinatura de cada um dos 17 professores. Enquanto isso não ocorrer, para efeitos legais, os responsáveis pelas aulas continuam sendo os professores auto-denominados demissionários.

Oficialmente, portanto, não há nada que justifique a ausência desses professores em sala no horário de suas respectivas aulas.

Ao receber oficialmente os pedidos, a Diretoria tomará providências imediatas para a substituição dos demissionários, nos termos regimentais, assegurando a seqüência normal das aulas e o nível de qualidade dos cursos. A Direção salienta que está preparada para, prontamente, reorganizar o quadro docente, sem prejuízo dos alunos. Para tanto, conta com o apoio dos professores que permanecerão nos cursos.

A tradição da Cásper Líbero foi construída ao longo dos últimos 55 anos. Esta não é a primeira nem a segunda vez que há confrontos de interesses, e nem por isso a Faculdade perdeu seu prestígio. A Cásper continuou e continuará sendo referência no cenário nacional.

Lembramos aos alunos que a escolha pela Cásper deu-se pela sua tradição e pelo respeito que a instituição detém junto à sociedade. Estejam certos de que essa marca permanecerá latente, a despeito de qualquer discurso que possa ser feito contra a Faculdade.

São Paulo, 1º de setembro de 2003.

A Diretoria

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2003, 9h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/09/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.