Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Diário eletrônico

Imprensa Nacional lança assinatura dos Diários Oficiais eletrônicos

Leitores e assinantes do Diário Oficial da União e do Diário da Justiça passarão a ter acesso mais rápido e barato às informações, através da Internet. Representantes da Imprensa Nacional lançaram na sexta-feira (29/8) o modelo do jornal eletrônico que estará disponível a partir de segunda-feira (1/9). Os interessados já podem cadastrar-se no site da Imprensa Nacional, ou na página dos Diários. Os preços das assinaturas semestrais e anuais variam de R$264,00 a R$792,00. Com o novo sistema, o assinante pode montar o seu jornal eletrônico escolhendo a seção que vai assinar.

Para quem reside nos locais em que os jornais impressos só chegam com dias de atraso, a inovação significa uma enorme vantagem. O assinante eletrônico terá acesso às informações no mesmo horário em que a versão impressa do Diário Oficial começa a ser distribuída em Brasília, aproximadamente às 8 horas. Além do custo mais baixo, já que o assinante não pagará taxa de transporte, as informações poderão ser disponibilizadas na rede interna da organização.

Outra novidade é que os jornais vão estar disponíveis no site gratuitamente, mas somente para leitura ou utilização sem fins lucrativos. De acordo com o presidente da Imprensa Nacional, Fernando Tolentino, essa nova medida tem o objetivo de impedir a comercialização do jornal por terceiros. Além disso, pela manhã o acesso ao site ficava congestionado e muitas pessoas não tinham acesso a informação. "Com o objetivo de levar informação com mais agilidade a todos cidadãos do país, a Imprensa Nacional decidiu disponibilizar os Diários na Internet", afirmou Tolentino. (com Agência Brasil)

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2003, 4h44

Comentários de leitores

1 comentário

Lí um livro uma vez chamado "As Maravilhas do A...

Ido Kaltner (Advogado Assalariado)

Lí um livro uma vez chamado "As Maravilhas do Ano 2001", onde os automóveis voavam. Quando internet chegou no Brasil em 1994, jamais imaginava que para obter um acórdão no STJ que à època levavam 2 dias para ser obtido e solicitado pessoalmente naquele órgão; hoje pode se obter qualquer acórdão no STF, STJ em alguns minutos, sem precisar viajar até Brasília, ou pedir para alguém de lá. Fazem 2 anos que 2001 passou; os carros ainda não voam, mas as informações já começaram a voa

Comentários encerrados em 09/09/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.