Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Sucuri

Policiais federais presos durante Operação Sucuri não obtêm HC

Os seis agentes da Polícia Federal que foram detidos em flagrante durante a chamada Operação Sucuri devem continuar presos. A decisão é do juiz Élcio Pinheiro de Castro, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Adriano da Costa Luetz, Arlindo Alvares Padilha Júnior, Marcos de Oliveira Miranda, Newton Hidenori Ishii, Ocimar Alves de Moura e Rogério Fleury Watanabe estão presos em Foz do Iguaçu (PR), desde 12 de março, suspeitos de integrar uma organização criminosa acusada de contrabandear mercadorias do Paraguai.

De acordo com o juiz, a prisão cautelar dos agentes deve ser mantida, uma vez que existem provas do envolvimento deles com a atividade criminosa, principalmente "a partir da transcrição de inúmeras ligações telefônicas interceptadas".

Pinheiro de Castro entendeu que a decisão da juíza da 1ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, Alessandra Günther Favaro, determinando a prisão dos policiais, está bem fundamentada.

Ele também destacou que os acusados, incumbidos justamente de evitar e reprimir a prática de delitos, "resolveram do cargo tirar proveito, trazendo graves conseqüências ao meio social e à credibilidade da justiça, bem como à relação de confiança entre os cidadãos e o poder público". (TRF-4)

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2003.

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2003, 21h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/04/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.