Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Serviço ampliado

TV Justiça chega a Campinas a partir de sexta-feira

O sinal da TV Justiça chega a Campinas (SP), a partir de 8h desta sexta-feira (20/3), através do canal 11 da Net, operadora local de tevê a cabo. Campinas, assim, une-se a outros 27 municípios brasileiros que já transmitem o sinal da TV Justiça.

Nas próximas semanas, mais 30 cidades terão acesso ao sinal via cabo, atingindo cerca de 1 milhão e 600 mil assinantes. Com isso, o alcance da TV Justiça aumenta de 66% para 75% dos assinantes do serviço de cabodifusão no Brasil.

A TV Justiça é um canal de televisão administrado pelo Supremo Tribunal Federal para divulgar informações sobre o funcionamento e a atuação de todo o Poder Judiciário, em todas as esferas e instâncias, bem como dos diversos órgãos que operam as funções essenciais à Justiça: Ministério Público, Defensoria Pública e advocacia.

Veja a lista dos próximos municípios a receberem o sinal da TV Justiça através de operadores de tevê a cabo:

Cachoeiro do Itapemirim, ES

Cariacica, ES

Serra, ES

Caratinga, MG

Juiz de Fora, MG

Uberlândia, MG

Uberaba, MG

Teófilo Otoni, MG

Varginha, MG

Dourados, MS

Rondonópolis, MT

Cambé, PR

Campo Mourão, PR

Marechal Cândido Rondon, PR

Pato Branco, PR

Campos dos Goytacazes, RJ

Macaé, RJ

São Gonçalo, RJ

Ji-Paraná, RO

Brusque, SC

Itajaí, SC

BC, SP

Botucatu, SP

Guarujá, SP

Jaú, SP

Mogi das Cruzes, SP

São José dos Campos, SP

São Vicente, SP

Sertãozinho, SP

Valinhos, SP

O STF esta definindo um cronograma junto à Associação Brasileira de Telecomunicações por Assinatura (ABTA) a fim de que o sinal da TV Justiça chegue a todos as cidades que tenham serviço de tevê a cabo.

É possível assistir país à TV Justiça em todo território nacional pelas operadoras de DTH Sky (canal 29) e Directv (canal 209). Pela internet, o portal SuperiG (www.superig.com.br) também transmite a programação do canal. (STF)

Revista Consultor Jurídico, 18 de março de 2003.

Revista Consultor Jurídico, 19 de março de 2003, 18h59

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/03/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.