Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Posse na Anamatra

Anamatra destaca atuação democrática do presidente do TST

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Francisco Fausto, é o responsável pelo restabelecimento da tranqüilidade na relação entre o TST e o movimento coletivo dos juízes do trabalho. A afirmação foi feita, nesta sexta-feira (30/5), pelo novo presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho - Anamatra, o juiz Grijalbo Coutinho, em seu discurso de posse.

"Tenho certeza que o ritmo não será alterado com a Presidência do ministro Vantuil Abdala, pela sua postura séria no trato de tais questões e pelo seu passado de dirigente associativo de presidente da Anamatra da 2ª Região", acrescentou ao mencionar a experiência do atual vice-presidente do TST e sua passagem pela direção da entidade dos magistrados trabalhistas de São Paulo.

A atuação do presidente do TST também foi destacada pelo antecessor de Grijalbo Coutinho na Presidência da Anamatra. Em seu discurso de despedida, Hugo Melo registrou "a gratidão da magistratura trabalhista" pela contribuição dada por Francisco Fausto "para que nossos planos se tornassem realidade".

Além do presidente e vice-presidente do TST, a mesa da solenidade de posse da Anamatra teve a presença do corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Ronaldo Lopes Leal. Também compareceram à cerimônia os ministros Luciano de Castilho, Carlos Alberto Reis de Paula, Maria Cristina Peduzzi e José Simpliciano Fernandes. Do Supremo Tribunal Federal esteve presente o ministro Nelson Jobim. A cerimônia contou, ainda, com os juízes convocados Horácio Pires e Maria de Lourdes Salaberry, além dos presidentes dos Tribunais Regionais do Trabalho da 10ª Região (Distrito Federal e Tocantins), Braz Henriques e do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (Bahia), Dolores Correia Vieira.

Outros representantes do meio jurídico presentes foram o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Cláudio Baldino Maciel, o presidente e o diretor da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Paulo Sérgio Domingues e Flávio Dino, o representante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat), Roberto Caldas e da Organização Internacional do Trabalho no Brasil (OIT), Patrícia Audi. (TST)

Revista Consultor Jurídico, 30 de maio de 2003, 18h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/06/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.