Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pacto Atlântico

Escritório brasileiro discute negócios com parceiros estrangeiros

Os sócios fundadores do escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice, Antonio Corrêa Meyer, José Roberto Opice e Moshe Sendacz, se reúnem com advogados do Cuatrecasas da Espanha, Gonçalves Pereira, Castelo Branco e Associados, de Portugal, e Pérez Alati, Grondona, Benites, Arntsen & Martínez De Hoz, da Argentina -- membros do Pacto Atlântico - na quinta e sexta-feira (29 e 30/5). O objetivo é discutir a conjuntura econômica de seus países, perspectivas de negócios e o fortalecimento do Pacto.

Na quinta-feira, 29 de maio, investidores e empresários brasileiros participam de um coquetel no Copacabana Palace − oferecido por Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados − a fim de trocar informações sobre os investimentos na América Latina e Europa.

Em resposta aos desafios impostos pela globalização da economia, o escritório brasileiro aliou-se a parceiros internacionais com um perfil semelhante ao seu e firmou, em novembro de 1998, o Pacto Atlântico.

O Pacto é uma aliança estratégica que propicia o adequado intercâmbio entre seus integrantes, a realização de investimentos comuns em busca de maior eficiência e um atendimento padronizado, de nível internacional.

O espanhol Cuatrecasas, com sede em Barcelona e representações em onze cidades espanholas, atua há 80 anos nas mais diversas áreas do Direito. É um dos maiores escritórios de advocacia da Espanha.

O escritório Gonçalves Pereira, Castelo Branco e Associados atua na área de Direito Empresarial e Internacional desde 1928. Está entre os cinco mais importantes de Portugal.

Pérez Alati, Grondona, Benites, Arntsen & Martínez De Hoz, da Argentina, com experiência também em privatizações, é conhecido e respeitado por sua atuação nas áreas Financeira e de Energia e Petróleo.

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2003, 12h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/06/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.