Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Recurso à ONU

ONU recebe denúncia de ameaças de morte contra padre de PE

As ameaças de morte de que é vítima o padre Tiago Thorlby, membro da Comissão Pastoral da Terra de Pernambuco (CPT-PE), foram denunciadas à comunidade internacional. Nesta quarta-feira (21/5), o Centro de Justiça Global, a CPT-PE e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST-PE), encaminharam denúncia sobre o assunto à relatora especial da Assembléia Geral sobre os Defensores de Direitos Humanos, Asma Jahangir.

De acordo com a denúncia, o uso de violência na região é inerente ao modelo secular de monocultura da cana-de-açúcar e diretamente ligada ao controle da terra por menos de 20 famílias de usineiros latifundiários.

O padre apoiava os trabalhadores rurais na luta pela reforma agrária e incentivava as famílias dos sem-terra a não deixar o local das usinas, por mais que sejam proibidas de plantar pelos proprietários de terra.

As ameaças a Thorlby intensificaram-se em 2003. No episódio mais recente, em 19 de abril, o carro da CPT, dirigido pelo padre, cruzou com uma viatura da PM, que tentou seguí-lo. Os policiais, contudo, perderam o carro do padre de vista numa curva.

O trabalhador José Manoel de Jesus afirmou ter visto, um dia antes do episódio, uma viatura da PM do mesmo modelo da que seguiu o carro da CPT, no mesmo local em que houve o encontro no dia anterior. Um soldado teria saído da viatura e entregado quatro fuzis a um dos integrantes de outro carro. Havia ainda, segundo o trabalhador, outra viatura que circulava pelo local como se estivesse "dando cobertura" aos colegas.

Em abril, o governo brasileiro levou um puxão de orelha da representante da ONU sobre defensores de Direitos Humanos. Ela afirmou que até o momento em que seu relatório foi finalizado, não havia recebido nenhuma resposta em relação aos casos ali descritos sobre ataques contra defensores de direitos humanos anteriormente a ele submetidos.

Revista Consultor Jurídico, 21 de maio de 2003, 17h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.