Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Participação total

Movimento Antiterror já tem cerca de 300 integrantes

A coordenação do Movimento Antiterror, um grupo de expressivos advogados brasileiros preocupados com a reação do Estado contra a violência, fará uma reunião na próxima segunda-feira (19/5) para definir seus próximos passos.

O Movimento sustenta que a política de repressão à criminalidade alardeada pelas autoridades está fadada ao fracasso e é "capaz de estimular mais violência e de eliminar do horizonte conquistas civis inestimáveis". O grupo pretende "dirigir, de forma sistemática, um olhar crítico e rigoroso para a atuação das autoridades brasileiras".

Os advogados e demais interessados podem aderir ao Movimento escrevendo para o endereço movimentoantiterror-subscribe@yahoogrupos.com.br. A partir daí, o novo participante receberá, diariamente, uma mensagem com a manifestação de todos do Movimento.

De acordo com o coordenador do movimento, o advogado Luís Guilherme Vieira, o grupo já deve ter cerca de 300 integrantes. O Movimento é composto de juristas, advogados, membros do Ministério Público, juízes, estudantes de Direito, instituições de estudos jurídicos, entre outros.

Aidna segundo Vieira, o Movimento é apoiado por mais de dez instituições, como:

IBCCrim -- Instituto Brasileiro de Ciências Criminais;

ICC -- Instituto Carioca de Criminologia;

IDDD -- Instituto de Defesa do Direito de Defesa;

ITEC -- Instituto Transdisciplinar de Estudos Criminais;

IHJ -- Instituto de Hermenêutica Jurídica;

IELF -- Instituto Luiz Flávio Gomes;

ICPC -- Instituto de Criminologia e Política Criminal;

Centro Acadêmico do XI de agosto (USP);

Centro Acadêmico da PUC-RJ;

Curso de Especialização em Advocacia Criminal da Ucam-RJ e PR;

Coordenação do Programa de Mestrado da UFPR, e,

Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo, dentre outros.

Leia também:

10/5/2003 -- Risco fatal

Movimento lança manifesto contra violência de Estado

Revista Consultor Jurídico, 14 de maio de 2003, 13h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.