Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Assina embaixo

OAB apóia escolha de Lula para vagas do Supremo

O presidente nacional da OAB, Rubens Approbato Machado, enviou nesta quarta-feira (7/5) mensagem ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, apoiando a escolha do advogado Carlos Ayres Brito, do procurador da República Joaquim Benedito Barbosa Gomes e do desembargador Antonio Cezar Peluso para ocupar as vagas abertas no Supremo Tribunal Federal.

Approbato enviou também mensagem ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, destacando que os nomes escolhidos representam o tripé da Justiça -- um advogado, um desembargador e um membro do Ministério Público.

"Os três têm sido baluartes na defesa dos primados do direito e da justiça, com ampla folha corrida de serviços à cidadania brasileira", afirmou Approbato, que mandou também mensagens de felicitações aos futuros ministros. (OAB)

Veja a mensagem enviada por Approbato ao presidente:

"No instante em que Vossa Excelência, conforme amplamente divulgado pelos meios de comunicação, anuncia os nomes dos três juristas que irão ocupar as vagas recentemente abertas no Supremo Tribunal Federal, faço chegar ao eminente Chefe do Poder Executivo a manifestação de apoio da Ordem dos Advogados do Brasil à sua decisão, diante dos substanciosos currículos do advogado e professor Carlos Ayres de Britto, do procurador da República Joaquim Benedito Barbosa Gomes e do desembargador Antonio Cezar Peluso, que honram, sobremaneira, a Advocacia, o Ministério Público e a Magistratura deste País. Aceite Vossa Excelência, assim, pelas indicações que irá submeter ao Senado Federal, as congratulações do Conselho Federal da OAB, com reiteradas expressões da mais elevada estima e distinta consideração. Atenciosamente, Rubens Approbato Machado - Presidente Nacional da OAB."

Revista Consultor Jurídico, 7 de maio de 2003, 17h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.