Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Biografia na TV

'Biografias Especial' exibe depoimento exclusivo de Ilmar Galvão.

O programa "Biografias Especial", da TV Justiça, exibe neste sábado (3/5), às 20h30, depoimento exclusivo do ministro Ilmar Galvão. Ele se aposenta do Supremo Tribunal Federal nesta sexta-feira (2/5), data em que completa 70 anos -- idade-limite para aposentadoria, segundo a Constituição.

Desde sua posse, em 26 de junho de 1991, ele ocupou a cadeira nº 4 da Suprema Corte brasileira. Mas, em sua trajetória de vida, o menino pobre, nascido na cidade de Jaguaquara (BA), não imaginava que um dia seria juiz, tampouco chegar ao STF.

Sua grande paixão na juventude foi a engenharia, porém quis o destino que sua vida profissional seguisse outro rumo. Após a aprovação em 1º lugar no concurso para ingresso no Banco do Brasil, na Bahia, decidiu fazer Direito para ser advogado do Banco, mas a ida para o Acre o fez mudar de planos, seguindo, então, o caminho da magistratura.

No "Biografias Especial", Galvão fala de sua infância, do sonho de ter um curso superior, da vida no Acre, da criação da Faculdade do Rio Branco, de seu ingresso na magistratura e de seu trabalho na região Norte, quando acumulou a responsabilidade pelas comarcas do Acre, Rondônia e Distrito Federal.

O ministro também fala sobre sua nomeação ao então Tribunal Federal de Recursos, hoje, Superior Tribunal de Justiça, e de sua investidura no cargo de ministro do STF.

Galvão ainda comenta a relatoria do processo criminal contra o então presidente da República, Fernando Collor de Mello e das acusações de que estaria "sentado sobre o processo", porque foi nomeado ao cargo de ministro pelo próprio presidente Collor. O ministro revela que ele e sua família sofreram ameaças.

Por fim, ele relembra a condução das Eleições Gerais de 1998 -- a maior da história do país até aquele momento --, com a instituição da urna eletrônica em diversos pontos do país, dando continuidade ao que o seu antecessor, ministro Carlos Velloso, havia iniciado. Segundo ele, as eleições de 98 foram um dos momentos mais emocionantes de sua vida. (STF)

Revista Consultor Jurídico, 2 de maio de 2003, 11h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/05/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.