Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de informações

Mais de trinta países debaterão em Minas ética e desenvolvimento

Mais de 30 países estarão representados em uma conferência internacional sobre a dimensão ética do desenvolvimento nos dias 3 e 4 de julho em Belo Horizonte (MG). O evento é organizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e pelos governos de Minas e da Noruega.

O encontro, "As dimensões éticas do desenvolvimento. Os novos desafios do Estada, da empresa privada e da sociedade civil" reunirá líderes políticos, empresariais e sociedade civil do Brasil, das Américas e da Europa para analisar a agenda ética pendente da América Latina e do Caribe. Kjell Magne Bondevik, primeiro ministro da Noruega -- país que lidera o Índice de Desenvolvimento Humano Mundial --, fará a sessão de abertura junto ao presidente do BID, Enrique V. Iglesias, e se falará sobre as relações Norte-Sul e as responsabilidades éticas dos países desenvolvidos.

Em uma apresentação especial com o título "Desafíos éticos; velhos e novos", Amartya Sem, vencedor de um prêmio Nobel de economia, vai expor sobre o papel fundamental da ética dos negócios e outras éticas no desempenho econômico dos países. Sem revisará pressupostos aceitáveis e discutíveis sobre as relações entre ética e economia e analisará a necessidade de uma nova ética global no cenário econômico internacional atual.

Para Iglesias, o desafio consiste em "retomar uma antiga e grande tradição, a das estreitas vinculações entre ética e economia que acompanharam a economia nos seus primeiros passos, e que hoje podem contribuir muito para a América Latina".

A conferência, que despertou grande interesse da região, consistirá em sessões plenárias e 12 oficinas que debaterão temas como capital social, responsabilidade social empresarial e a criação de uma cultura da transparência, e serão identificados projetos concretos para promover esses valores na região.

Nas plenárias participarão, entre outros, o ministro especial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social do Brasil, Tarso Genro; a subgerente regional do BID Luisa Rains; Sturla Stalsset, da Universidade de Oslo; Ruth Cardoso, ex-presidente do Programa Comunidade Solidária; o subgerente de Desenvolvimento Sustentável do BID Antonio Vives; a diretora da Cepal Norte, Rebeca Grynspan; o diretor do Instituto Internacional de Governabilidade Joan Prats; o assessor da Presidência de Brasil Oded Grajew; e o coordenador geral da Iniciativa Interamericana de Capital Social, Ética e Desenvolvimento, Bernardo Kliksberg.

A conferencia, disse Kliksberg, vai focalizar em "aprender as experiências exemplares de responsabilidade social mobilizadas pela ética e identificar projetos conjuntos para serem implantados na região" e será encerrada pelo vice-presidente de Planejamento e Administração do BID, Paulo Paiva. (BID)

Revista Consultor Jurídico, 30 de junho de 2003, 21h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.