Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Primeira fase

Interlegis faz curso de informática para legislativo paulista

Teve início na segunda-feira, dia 23/6, o treinamento básico em informática a servidores de Câmaras Municipais do Estado de São Paulo, ministrado pelo Interlegis, Comunidade Virtual do Poder Legislativo.

Para promover a integração entre Senado, Câmara dos Deputados, Assembléias Legislativas e Câmaras Municipais, o Interlegis utiliza as novas tecnologias de informação, como a internet e a videoconferência, e vem dotando esses órgãos de condições materiais, com o fornecimento de microcomputadores, câmaras de vídeo, monitores e outros equipamentos, sua instalação em locais apropriados, e também de aperfeiçoamento de recursos humanos, ao proporcionar cursos de treinamento para servidores dos legislativos.

Nesta primeira fase de treinamento, estão inscritos 39 servidores de legislativos de diversos municípios de São Paulo, divididos em duas turmas. O curso, ministrado pelos especialistas em processamento de dados Fernando Mafra e Eder Luiz dos Santos, pretende transmitir noções básicas de informática aos alunos, abordando o uso da internet, correio eletrônico, processador de texto, até que, numa fase mais avançada, ensine a construção de páginas e mesmo a criação de um site próprio do órgão legislativo municipal.

Parceria para a democracia

Os softwares utilizados pelo Interlegis são de uso gratuito, como o sistema operacional Linux, por exemplo, e todo o programa é desenvolvido em parceria entre o Congresso Nacional e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com a finalidade de interligar as casas legislativas e tornar mais transparente a atividade parlamentar para a sociedade.

A Assembléia Legislativa paulista passou a integrar o programa em maio de 2001, ao assinar convênio, e desde então a videoconferência vem se tornando prática comum em encontros virtuais entre câmaras municipais em todo o Estado de São Paulo com a participação deste poder. O acesso a informações e bancos de dados por parlamentares já é realidade, mesmo fora de sua sede de exercício, bastando que sejam cadastrados e se utilizem do portal Interlegis. (Alesp)

Revista Consultor Jurídico, 27 de junho de 2003, 6h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.