Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Grande expectativa

Presidente do Supremo dá posse aos três novos ministros da Corte

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Maurício Corrêa, deu posse aos três novos ministros da Corte nesta quarta-feira (25/6), em uma solenidade em que estavam presentes cerca de mil pessoas. Apesar de o cerimonial determinar que o presidente não discursa nessas ocasiões, Corrêa não resistiu e falou aos recém-empossados.

Ele deu boas-vindas a Antonio Cezar Peluso, Carlos Ayres de Britto e Joaquim Barbosa Gomes e felicitou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "pela escolha que recaiu sobre três figuras exponenciais dos diversos segmentos do mundo jurídico: um da advocacia, um da magistratura e outro do Ministério Público". E concluiu: "Que sejam felizes e desejo, em nome de todos os ministros, sucesso e êxito".

Corrêa cumprimentou, ainda, as autoridades presentes, como o vice-presidente da República, José Alencar, que representou o presidente Lula, assim como os presidentes da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha (PT-SP) e do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), além dos presidentes de Tribunais Superiores, ministros de Estado, ministros aposentados do STF, embaixadores, parlamentares, magistrados, integrantes do Ministério Público e advogados.

Declarações entusiasmadas

A entrada dos novos ministros no STF gera expectativas entre os colegas de Tribunal, representantes de segmentos da advocacia e do Ministério Público, tal como entre integrantes do Poder Executivo federal. Veja abaixo as declarações de algumas autoridades:

Ministro Nelson Jobim, vice-presidente do STF: "São extraordinários profissionais e com grande representatividade para entrar no Supremo Tribunal Federal".

Ministro Gilmar Mendes (STF): "Tenho a melhor expectativa. São pessoas extremamente qualificadas e que vão contribuir para a construção da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal".

Ministro Sepúlveda Pertence (STF): "São três figuras que vêm respaldadas por biografias excepcionais e que são bem recebidos pelo Tribunal. Esperamos tê-los, não só como companheiros desta estiva, em que se transformou o Tribunal, antes como companheiros em pensar uma solução para a crise de quase inviabilidade que está hoje vivendo o Supremo Tribunal".

Ministra Ellen Gracie (STF): "Os três novos ministros vêm a engrandecer, sem dúvida alguma, esta Casa, porque são juristas muito destacados. Um deles provém da advocacia, outro do Ministério Público e o terceiro é um juiz de carreira, com muitos anos de magistratura. Cada qual traz essa experiência diferenciada e que vai fazer com que os julgamentos da Casa ganhem certamente em qualidade".

Ministro do STF, Carlos Velloso: "Felicito o presidente da República e Senado Federal pela indicação e aprovação desses homens que tenho certeza que vão prestar um excelente serviço ao Supremo Tribunal Federal".

Ministro do STF, Celso de Mello: "Há sempre momentos na vida dos Tribunais que são extremamente importantes e esse é um deles. É um momento de renovação, é um momento de celebração do ingresso de novos juízes altamente qualificados e cuja participação certamente valorizará muito os trabalhos do Supremo Tribunal Federal. Vejo a data de hoje como a celebração de um novo tempo não só para essa Corte Suprema, mas para a vida do país".

Procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro: "Foi uma escolha muito importante do presidente Lula para o Supremo Tribunal Federal, tanto do ministro Antonio Cezar Peluso, como do ministro Carlos Ayres de Britto, e é realmente marcante a presença do ministro Joaquim, proveniente do Ministério Público. A presença dos três vai enriquecer muito o Tribunal".

Presidente do STJ, ministro Nilson Naves: "Não tenho a menor dúvida de que são pessoas que irão engrandecer o Judiciário e irão dar uma contribuição ótima para a formação da jurisprudência do Supremo para a definição das questões constitucionais. Todos nós esperamos que eles possam contribuir eficazmente para que possamos melhorar ainda mais o Judiciário".

Presidente da OAB, Rubens Approbato Machado: "Entendo que foi uma escolha extremamente feliz em todos os aspectos. Primeiro porque representa o tripé da Justiça: um advogado, um membro do Ministério Público e um da magistratura. Pessoas do melhor gabarito intelectual, de probidade, enfim, de todos os requisitos necessários para o desempenho desta altíssima missão. O Brasil está de parabéns, o Supremo está de parabéns, por essas nomeações e pela posse desses três ministros".

Ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos: "Eu acho que a posse foi maravilhosa, foi simbólica, são três juízes do mais alto nível e tenho certeza de que eles vão engrandecer a Corte Suprema".

Ministra da Assistência e Promoção Social, Benedita da Silva: "Esse momento é um momento novo para o Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi mais do que feliz em poder contribuir para que o STF pudesse fazer história. Estou cheia de emoção, confesso, não encontrando espaço para expressar a minha alegria e esperando muito que o Supremo possa contribuir para esse grande momento do Brasil". (STF)

Revista Consultor Jurídico, 25 de junho de 2003, 22h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.