Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

'Prática vergonhosa'

Sady repudia revista íntima a familiares de presos em SP

O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, João José Sady, pediu ao secretário especial dos Direitos Humanos, ministro Nilmário Miranda, e ao presidente do Conselho Nacional de Política Criminal e Previdenciária, advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, providências para questionar a revista imposta a familiares dos detentos nos presídios e carceragens do Estado de São Paulo.

A prática estaria sendo adotada de modo sistemático, seja com as visitantes dos presos sob a guarda da Secretaria de Administração Penitenciária, seja com as dos detentos à disposição da Secretaria de Segurança Pública. As mulheres estariam sendo obrigadas a despir-se inteiramente e ficar acocoradas para que policiais verifiquem se trazem algo no interior dos órgãos genitais.

O procedimento tem sido justificado pela Secretaria de Administração Penitenciária sob o argumento de que o instrumental de revista mecânica existente é ineficaz. "Na falta de funcionários para revistar os presos, revistam-se as genitálias", observa Sady, que considera tais práticas "horrendas e vergonhosas para uma nação civilizada". (OAB-SP)

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2003, 12h17

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/06/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.