Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

De volta à escola

Servidores voltam à escola para saber administrar gastos públicos

Para evitar o desperdício de dinheiro público, com erros em

editais, remessas de documentos fora de prazo e indenizações desnecessárias, o Tribunal de Contas do Município de São Paulo vai mandar seus funcionários de volta aos bancos da escola.

A recém criada Escola de Contas, que funcionará dentro do Tribunal a partir de agosto, ensinará os servidores a prestar contas e a evitar erros nos processos da administração pública. As aulas serão dadas por profissionais especializados e funcionários do próprio TCM, com custo zero para os cofres públicos.

De acordo com o TCM, a idéia da escola surgiu a partir de um levantamento interno que detectou irregularidades em muitos editais. Um deles, por exemplo, continha 18 erros. Com a anulação dos itens falhos somente nesse documento, o erário economizou R$ 146 milhões. O Tribunal avalia, por ano, aproximadamente 500 casos, que envolvem quantias superiores a R$ 1 milhão. (TCM)

Revista Consultor Jurídico, 5 de junho de 2003, 15h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/06/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.