Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Banestado

Senadora quer que Maluf e Pitta prestem depoimento em CPI

A CPI do Banestado, que investiga a evasão de divisas por meio de contas CC5, ouvirá o depoimento do ex-prefeito Paulo Maluf (PP), caso seja aprovado o requerimento da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). Em outro requerimento, a senadora também pediu que fossem ouvidos os depoimentos do ex-prefeito Celso Pitta, da sua ex-mulher Nicéa Camargo e do ex-coordenador financeiro da Mendes Júnior, Simeão Damasceno de Oliveira.

Para o Ministério Público há suspeitas de que Maluf e Pitta teriam recebido propina da empreiteira Mendes Júnior na construção da Avenida Água Espraiada.

No caso de Maluf, o Ministério Público também enviou à CPI informações de que as contas movimentadas pelo ex-prefeito na Europa seriam abastecidas com recursos saídos do país por meio de contas CC5 em Foz do Iguaçu.

Os advogados de Maluf conseguiram bloquear, através de recurso, o envio de seus dados bancários da Suíça para o Brasil. O ex-prefeito tem afirmado que nunca possuiu contas em bancos de Genebra, mas para o Ministério da Justiça suíço ele teria tido conta no Citibank de Genebra, entre 1985 e 1997, dinheiro transferido, em 1997, para a Ilha de Jersey.

Debate

Especialistas em inteligência financeira, do Judiciário e da advocacia debaterão as políticas nacionais de combate à lavagem de dinheiro no seminário Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro, no dia 27 de agosto. Participarão do evento o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp, e o presidente do Coaf - Conselho de Controle de Atividades Financeiras, Marcos Caramuru. Leitores da revista Consultor Jurídico têm 10% de desconto. Clique aqui para obter outras informações sobre o seminário.

Revista Consultor Jurídico, 30 de julho de 2003, 15h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.