Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Talento jovem

Ministro Lélio Bentes é empossado no TST

O presidente em exercício do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Vantuil Abdala, convidou Lélio Bentes, empossado nesta terça-feira (29/7) no cargo de ministro do TST, a ajudar a evitar os conflitos entre capital e trabalho e a colaborar na formulação de uma nova política trabalhista para o País. Vantuil Abdala comandou a solenidade oficial de posse no Salão Nobre da Presidência do TST. O ministro é natural de Niterói (RJ), tem 38 anos e é hoje o mais jovem integrante de um Tribunal Superior em atividade no País.

"Mesmo tendo ficado fora do País por vários anos, ninguém esqueceu sua competência e sua grande capacidade", afirmou. "Não o esqueceram os seus colegas do Ministério Público, que o indicaram para a lista de indicados a esta vaga de ministro, nem o esqueceram os ministros deste Tribunal e nem a sociedade, que é, afinal, quem o colocou aqui", afirmou Vantuil Abdala.

Na solenidade, Lélio Bentes falou da honra de estar ao lado de magistrados que, sob a liderança do ministro Francisco Fausto, têm demonstrado grande compromisso com a causa dos direitos humanos. "Louvo a preocupação deste Judiciário para com o que se passa fora dos autos e com as demandas da sociedade", afirmou. "Assumo esse cargo com determinação e com muita vontade de aprender com os colegas para exercer a minha função de forma digna e justa", acrescentou o novo ministro.

Lélio Bentes havia trabalhado no TST como assessor do ministro José Luiz Vasconcelos, já falecido. ministro retorna agora ao TST, desta vez como ministro, para assumir vaga do Ministério Público aberta com a aposentadoria do ministro Wagner Pimenta. Lélio Bentes atuará na Primeira Turma do TST e sua posse solene será realizada no dia 7 de agosto no Plenário do Tribunal. (TST)

Revista Consultor Jurídico, 29 de julho de 2003, 14h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.