Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Controle total

Presidente da OAB paulista reassume comando do Jornal do Advogado

Por 

O presidente da OAB paulista, Carlos Miguel Aidar, reassumirá o comando do Jornal do Advogado e da TV Cidadania a partir da próxima segunda-feira (28/7). O objetivo, segundo ele, é "possibilitar o devido equilíbrio" nas eleições para o comando da Seccional. O anúncio foi feito em carta enviada à revista Consultor Jurídico.

Na carta, Aidar contesta a notícia da revista sobre a proposta de prestação de contas dos candidatos ao comando da OAB-SP. Segundo ele, a proposta do presidente da Comissão de Direito Político Eleitoral da Seccional, Luciano Pereira dos Santos, não é conseqüência da sugestão do conselheiro estadual João José Sady. Aidar disse que ambas chegaram às suas mãos ao mesmo tempo.

O presidente da Seccional afirmou ainda que a proposta, de teor semelhante, da conselheira Rosana Chiavassa foi feita antes das outras duas. Um dia antes da publicação da referida notícia, a reportagem da revista Consultor Jurídico pediu à assessoria da advogada uma cópia da proposta, mas não foi atendida.

Leia a carta de Aidar:

São Paulo, 25 de julho de 2003

Senhor Editor:

Considero equivocada a matéria "Comando da OAB-SP -- Sady quer que candidatos prestem contas de campanha", publicada neste site, por induzir o leitor ao erro. É uma inverdade que o dr. Luciano Pereira dos Santos, presidente da Comissão de Direito Eleitoral e Político da OAB-SP, tenha apoiado -- ou mesmo comentado -- com o dr. João José Sady sobre a proposta dele, como está explicitado na matéria.

O texto também falseia a verdade ao colocar, na seqüência, afirmativa do dr. Luciano sobre a utilização da legislação eleitoral no

pleito da OAB-SP, dando a entender que seria um referendo à proposta do dr. Sady. Na realidade, a sugestão de Luciano é mais ampla, porque abarca todas as normas previstas pela Lei 4737/65, na busca de igualar as condições de participação dos candidatos. Pessoalmente, dei conhecimento dessa proposta ao conselheiro Sady, durante a última reunião do Conselho da OAB-SP, no dia 21 de julho passado.

Também quero esclarecer que, embora a proposta do dr. Sady esteja

datada de 16 de julho, conforme o protocolo da OAB-SP (n. 020030140954029123) ela só foi entregue no dia 18 de julho, data em que eu já havia recebido e tomado conhecimento da proposta da conselheira federal, Rosana Chiavassa, que também defende a adoção da legislação eleitoral.

Portanto, a bem da verdade, a matéria deveria ter explicitado estes fatos e o dr. Sady, enquanto fonte, deveria ter sido mais claro e preciso ao dar publicidade à sua tese. Em suma, se as três propostas são semelhantes e vieram à público concomitantemente, deveriam merecer igual destaque.

Pelo respeito e credibilidade que o "Consultor Jurídico" sempre mereceu desse advogado e dirigente de classe, coloco-me à disposição para dirimir qualquer dúvida futura. Por fim, comunico, que a partir da próxima segunda-feira (28/7) reassumirei o comando dos veículos de comunicação internos da OAB-SP: "Jornal do Advogado" e "TV Cidadania" para possibilitar o devido equilíbrio nessas eleições.

Atenciosamente,

Carlos Miguel Aidar

Presidente da OAB-SP

Laura Diniz é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 25 de julho de 2003, 14h17

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.