Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Maior transparência

Senado aprova divulgação de relatórios ambientais na Internet

Por unanimidade, foi aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) nesta quarta-feira (23/7), em caráter terminativo, o projeto de lei nº 119/03, de autoria do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que torna obrigatória a publicação na Internet de informações relativas a licenciamento ambiental. A proposta poderá seguir diretamente para a Câmara, caso não seja apresentado recurso para votação da matéria em Plenário.

Durante a reunião da comissão, Mercadante afirmou que o objetivo de seu projeto é o de ampliar a transparência dos relatórios de impacto ambiental, que, além do Diário Oficial, passarão a poder ser obtidos também -- e com mais facilidade -- pela rede mundial de computadores.

A relatora da matéria, senadora Ana Júlia Carepa (PT-PA), defendeu a aprovação do projeto, destacando que a publicação dos relatórios ambientais permitirá que a sociedade tenha mais controle das decisões do governo referentes ao meio ambiente. Os senadores Eduardo Azeredo (PSDB-MG), Antero Paes de Barros (PSDB-MT) e Fátima Cleide (PT-RO) congratularam-se com Mercadante pela aprovação da matéria, que, na opinião dos parlamentares, garante maior transparência para os licenciamentos ambientais e facilita a fiscalização por parte da população.

O texto foi aprovado com duas emendas apresentadas pelo senador Luiz Otávio (PMDB-PA) quando a matéria tramitou na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Caso o projeto venha a ser transformado em lei, estarão à disposição da população na Internet requerimentos de licença apresentados pelo empreendedor, relatórios de impacto ambiental, atas das audiências públicas realizadas no licenciamento ambiental, relatórios ambientais preliminares, análises preliminares de risco, diagnósticos ambientais, planos de controle ambiental e planos de recuperação de área degradada. (Ag. Senado)

Revista Consultor Jurídico, 23 de julho de 2003, 16h51

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/07/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.